14/05/2015 16h26 - Atualizado em 14/05/2015 16h26

Dupla é presa por envolvimento em homicídios

Homem leva dois tiros e morre por causa de um celular.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Coordenada pelo delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, a equipe de policiais civis, prendeu Jordan Medeiros da Cunha, 19, e Saulo dias da Silva, 18, em cumprimento a mandados de prisão preventiva por homicídio qualificado, expedidos no dia 30 de abril deste ano, pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal Júri.

A dupla estava sendo investigada por envolvimento na morte de Joel Nascimento Coelho, fato ocorrido no dia 13 de abril deste ano, na Rua Machado de Oliveira, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul da cidade. Na época em que o homicídio aconteceu a vítima tinha 39 anos.

De acordo com os investigadores da DEHS, Jordan foi preso em via pública, no início da tarde do dia 9 de maio deste ano, por volta de meio-dia, durante ação deflagrada por policiais civis lotados no município de Caracaraí, no estado de Roraima. O jovem chegou a Manaus na tarde de ontem, dia 13, escoltado por integrantes da DEHS. Saulo foi preso na tarde de quarta-feira, na residência da avó dele, situada no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul.

O delegado Ivo Martins explicou, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, 14, a motivação do crime. “A vítima morava com a família de Jordan. Joel havia ganhado um celular de presente, que posteriormente sumiu da residência deles. A vítima teria acusado Jordan de ter furtado o aparelho celular, iniciando uma rixa entre eles. Posteriormente Jordan pagou R$ 500 a Saulo para que ele matasse Joel”, disse.
O titular da DEHS informou ainda que no dia do homicídio Jordan e Saulo estavam sentados em uma praça do bairro Adrianópolis quando avistaram Joel com uma sacola de compras. Ao se aproximarem da vítima Saulo teria sacado uma arma calibre 38 e alvejado o homem com dois tiros.

Segundo Ivo Martins, a dupla também é apontada como autora do homicídio de Leonardo da Silva Carlota, que aconteceu no dia 5 de janeiro deste ano. Uma terceira pessoa, supostamente mandante do crime, está sendo investigada pela morte de Leonardo, que tinha 21 anos. “Aqui na delegacia eles confessaram ter matado Leonardo e alegaram que o homicídio foi motivado por conta de disputa relacionada ao tráfico de drogas naquela área da cidade, envolvendo o mandante da morte e vítima”, enfatizou Martins.

Ao longo da coletiva de imprensa a autoridade policial forneceu mais detalhes sobre os casos. “A mesma arma que foi utilizada para matar Leonardo foi utilizada para matar Joel. Os trabalhos irão continuar para tentarmos prender o mandante do homicídio de Leonardo. Com relação à morte de Joel, o caso está totalmente elucidado. O que causa estranheza e perplexidade é a futilidade da motivação desses assassinatos”, argumentou o delegado.

Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, Jordan e Saulo foram conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da cidade, onde irão aguardar decisão da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505