29/05/2015 18h28 - Atualizado em 29/05/2015 18h33

“Pia” confessa que matou jovem por dívida de R$ 90

A vítima foi morta por estrangulamento, após ter levado um chute no pescoço.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Sob a coordenação dos delegados Ivo Martins e Sansha Sodré, titular e adjunta, respectivamente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), investigadores lotados na unidade policial prenderam no final da tarde de quinta-feira, 28, por volta das 17h30, o comerciante Alessandro Pereira da Silva, 26, conhecido como “Pia”, envolvido na morte da estudante do Ensino Médio Francisca Lorena da Silva Sobreira.

O homicídio ocorreu no dia 26 de maio de 2014, na Avenida Mulateiro, bairro Monte das Oliveiras, na zona Norte de Manaus. De acordo com o delegado Ivo Martins, Alessandro e um homem identificado como Elias da Silva Mendonça, conhecido como “DDD”, que está sendo procurado pela polícia, agrediram com chutes e pontapés a vítima, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito logo em seguida. O fato ocorreu em via pública. A jovem tinha 18 anos na época em que o delito aconteceu.

Alessandro foi preso na Rua 1 do bairro Monte das Oliveiras. A ação foi desencadeada em cumprimento a mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado, expedido no dia 7 de abril deste ano pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri. Durante coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje, dia 29, o delegado Ivo Martins informou que a motivação do homicídio teria sido uma divida de R$ 90.

O titular da DEHS informou as circunstâncias do crime. “Alessandro e Elias são traficantes conhecidos naquela área. Existem elementos contundentes no inquérito policial que comprovam que a dívida de R$ 90, que a vítima tinha com Alessandro, estava relacionada ao tráfico de drogas. A vítima foi morta por estrangulamento, após ter levado um chute no pescoço que foi quebrado com o golpe. Alessandro confirma participação no ato criminoso. Ele declarou ainda que desferiu alguns socos na vítima, mas foi Elias quem deu o golpe fatal”, explicou Ivo Martins.

A delegada Sansha Sodré ressaltou que a dupla abordou a vítima em via pública e passou a agredi-la com socos e pontapés. “Após a agressão a vítima ficou agonizando no lugar. Ela ainda foi socorrida e levada para o hospital, porém não resistiu aos ferimentos. Alessandro e Elias não prestaram socorro e fugiram do local. Nós ouvimos muitas testemunhas, inclusive oculares, que narraram os fatos com riqueza de detalhes”, argumentou Sodré.

No momento da coletiva o delegado Ivo Martins pediu a colaboração da população na localização de Elias da Silva Mendonça, o “DDD”. A autoridade policial pediu a quem tiver informações sobre o paradeiro de Elias que entre em contato com os servidores da DEHS pelo telefone (92) 3636-2874, ou pelo número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). A Polícia Civil assegura o sigilo da identidade dos informantes.

Fonte: Da Redação

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505