16/05/2015 09h05 - Atualizado em 16/05/2015 14h05

Trio é preso com 100 kg de drogas em Manaus

Taxista entregava a droga no bairro cachoeirinha, zona Sul.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas, por meio do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP) em ação conjunta com a Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM) e o Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), prendeu na tarde desta sexta-feira, 15, três pessoas envolvidas com o tráfico de drogas na capital.

O taxista Wallace Ribeiro da Cunha, 31, Leonardo da Costa Andrade, 29, conhecido como “Macaco”, e o ex-policial militar José Ricardo da Trindade Sabina, 46, foram abordados no estacionamento de um hospital localizado no bairro Cachoeirinha, zona Sul da cidade, no momento em que o taxista entregava aproximadamente dois quilos de entorpecentes para a dupla.

De acordo com o delegado titular do 23º DIP, Mariolino Brito, durante a abordagem e revista dos três, os policiais souberam que na casa de Wallace havia mais entorpecentes. Na Rua Yokohama, do Conjunto Shangrilá, localizado no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul da capital, os agentes encontraram aproximadamente 98 quilos de substância com aparências de pasta base de cocaína, cocaína e maconha do tipo skunk, além de três balanças de precisão e R$ 2,5 mil em espécie.

Ainda conforme a autoridade policial, Wallace já estava sendo investigado há aproximadamente dois meses. “Já tínhamos informações de que ele distribuía essas substâncias em diversas zonas da cidade. Hoje, diante de novos dados, fomos até o local e conseguimos realizar o flagrante”, afirmou a autoridade policial.

No momento da prisão, Leonardo apresentou uma identidade falsa. Além das drogas, balanças e dinheiro, foram apreendidos ainda um táxi modelo Etios e placas OAC-0894 e um veículo modelo Vectra de cor preta e placas OAC-7009.
“Todos já respondiam à Justiça, inclusive o Leonardo estava foragido há aproximadamente seis meses. Ele cumpria pena no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no regime semiaberto por tráfico de drogas”, acrescentou Mariolino Brito. José Ricardo já responde por tráfico de drogas e Wallace por receptação. Segundo os policiais, Leonardo estaria envolvido em outros crimes que serão confirmados diante do depoimento dele.

O trio foi autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas e Leonardo também foi autuado por falsidade ideológica. Após a realização dos procedimentos cabíveis, todos foram conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerão à disposição da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505