29/06/2015 12h39 - Atualizado em 29/06/2015 12h39

Ex-ministro Guido Mantega é hostilizado em restaurante em São Paulo

Clientes gritavam insultos como “ladrão” e “sem vergonha”.
Foto: VEJA
Foto: VEJA

Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda dos governos Lula e Dilma, foi novamente hostilizado em São Paulo. Na tarde deste domingo (28), no restaurante Trio, na Vila Olímpia, o político ouviu gritos de alguns clientes que o chamavam de “ladrão”, “palhaço” e “sem vergonha” e diziam “estão acabando com o país”, referindo-se ao Partido dos Trabalhadores, e “acabaram com a Petrobras”.

É, pelo menos, a terceira vez nos últimos tempos que Mantega ouviu provocações. Em fevereiro, foi hostilizado na lanchonete do Hospital Albert Einstein. Ele acompanhava a mulher, que fazia tratamento contra um câncer. Em maio, ao deixar um restaurante italiano foi vaiado.

Também em maio, outro ex-ministro petista ouviu reclamações na capital. Alexandre Padilha, que comandou a pasta da Saúde, foi criticado no restaurante Varanda Grill, no Itaim Bibi. Padilha é atualmente secretário de Relações Governamentais da gestão Haddad. Na época, o estabelecimento chegou a divulgar nota sobre uma estratégia anti-hostilização de políticos.

Fonte: Veja São Paulo

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505