08/06/2015 20h31 - Atualizado em 8/06/2015 20h31

Levy tem que ser “tratado como Cristo”, diz Temer

O vice-presidente disse que o ministro da Fazendo sofreu muito, mas deixou exemplo de vitória.
Foto: Ueslei Marcelino (Reuters)
Foto: Ueslei Marcelino (Reuters)

O vice-presidente da República, Michel Temer, disse hoje (8), em Brasília, que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, deve ser tratado como “Cristo”, por ter “sofrido muito”.

Levy tem trabalhado pelo reequilíbrio das contas públicas desde que assumiu o cargo, em janeiro. Uma das medidas adotadas pelo governo foi o ajuste fiscal, além do contingenciamento de parte do Orçamento.

“Ele tem que ser tratado como Cristo, na medida que sofreu muito, foi crucificado, mas teve uma vitória extraordinária, na medida que deixou um exemplo extraordinário para todo mundo”, disse Temer.

O vice-presidente da República ainda citou o ajuste fiscal, à espera de aprovação no Congresso Nacional.

“Penso que o ajuste fiscal que o Levy está levando adiante vai representar exatamente isso. No primeiro momento vai parecer uma coisa difícil, complicada, mas que vai dar os melhores resultados”, completou.

Temer e Levy devem se reunir ainda esta noite, com a participação do chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Amanhã (9), o vice-presidente vai conversar com as lideranças do Senado para, segundo Temer, traçar o “panorama geral” da Casa.

No final de maio, o Senado concluiu a votação das medidas provisórias do ajuste fiscal, mas os planos do governo para reduzir os gastos ainda dependem da aprovação do Projeto de Lei 863/2015, que reduz as desonerações da folha de pagamento para 56 setores da economia.

A votação foi adiada pela Câmara e deve ocorrer em junho.

Fonte: Exame.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505