26/06/2015 23h01 - Atualizado em 28/06/2015 09h43

MP investiga uso de celulares, televisão e benefícios na cadeia de Borba

Investigação foi aberta quatro meses depois que presos postaram vídeo feito dentro da cadeia
Fonte: Reprodução/ Redes Sociais
Fonte: Reprodução/ Redes Sociais

A promotora de Justiça, Marcelle Cristine Arruda, determinou na última quinta-fira, a abertura de um procedimento investigatório para apurar vídeo feito dentro de uma das celas da 74º Delegacia Interativa de Polícia (DIP) localizada no município de Borba (a 208 quilômetros de Manaus). No vídeo, que começou a circular em fevereiro deste ano nas redes sociais, um dos presos identificado como ‘Fábio’, apresenta os colegas que acenam, sorriem, e até dançam. Na imagem, gravada de um aparelho celular, também é possível ver uma televisão e um DVD.

Na portaria de abertura do procedimento investigatório, publicada no Diário Oficial do MP desta sexta-feira (26), a promotora determina a apuração do vídeo e dos fatos noticiados nas mídias televisivas, impressas e virtuais, com a finalidade de apurar a ocorrência de infrações que possam embasar uma ação penal contra os envolvidos, já que o uso de celulares no interior de cadeias é proibido.

Um dos detentos que aparecem na filmagem foi identificado como Kelio Bessa Prado, conhecido como ‘Kelinho’, 20, suspeito de estuprar e matar com duas facadas a própria namorada, Késsia Campos da Cruz, 14, em julho de 2014.

Tefé

O MP ainda abriu um Inquérito Civil Público contra o prefeito de Tefé, Jucimar de Oliveira Veloso, para apurar a prática de improbidade administrativa ocorrida em 2011. A denúncia foi encaminhada ao MP pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505