06/06/2015 14h56 - Atualizado em 6/06/2015 18h23

PC deflagra operação Heptacloro e prende 15 pessoas em Presidente Figueiredo

Ação foi em cumprimento de mandados de busca e apreensão.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Visando o combate ao tráfico de drogas no município de Presidente Figueiredo, distante 107 quilômetros em linha reta de Manaus, a Polícia Civil do Amazonas deflagrou na manhã desta quinta-feira, dia 4, a operação Heptacloro que resultou na prisão de 15 pessoas envolvidas na prática ilícita no município. Os trabalhos foram coordenados pelo diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado Carlos Augusto Monteiro, e o delegado titular da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo, Valdinei Silva.

A operação teve como objetivo cumprir 18 mandados de busca e apreensão e 18 mandados de prisão preventiva, expedidos no último dia 2 de junho, pela juíza da comarca do município, Ana Paula Braga. A ação foi desencadeada por volta das 6h, e contou com efetivo de 95 policiais civis, entre delegados, investigadores e escrivães, dentre eles, integrantes do grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da instituição, com apoio dos policiais militares lotados naquela cidade.

Os policiais prenderam em cumprimento a mandado de prisão preventiva: Samuel Barbosa dos Santos, 30, conhecido como “Porcelana”; Anderson da Costa Araújo, 24, o “Cabelinho”; Mathias Dias Martins, 18; Denis Martins Pinheiro, 33, o “Magrão”; Guilherme Ferreira Coelho, 18; Janderson da Silva Sobrinho, 21, conhecido como “Topeira”; Eduardo Araújo Santana, 19; Igor Gabriel Rocha de Jesus, 18, o “Terê”; Ariomar Batista de Souza, 38; Shayenne de Jesus Oliveira, 23; Maria Albaniza Nunes da Silva; 40; Maria do Carmo Teixeira Seixas, 23; e Maria Gecilene Vieira, 32.

Conforme o delegado Valdinei Silva, um mandado de prisão preventiva, em desfavor de Elialdo da Silva Correa, conhecido como “Brau”, foi cumprido na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde o homem está preso, desde o último dia 18 de maio, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

No decorrer da operação, na residência de Guilherme foram apreendidas cinco porções grandes de substância entorpecente com aparência de maconha, 24 trouxinhas com aspecto de pasta base de cocaína e R$ 25 em espécie. No lugar os policiais prenderam em flagrante a namorada dele, a estudante do ensino médio, Beatriz Oliveira de Araújo, 20, envolvida no crime.

Já na casa de Mathias foram encontradas 28 trouxinhas supostamente de oxi e R$ 70 em espécie. Com Denis foi apreendido um revólver calibre 38, com a numeração suprimida, contendo quatro munições intactas. Com Anderson foi apreendido cerca de R$ 800 em espécie, que de acordo com os policiais, é oriundo do tráfico de drogas.
Além de serem cumpridos os mandados de prisão preventiva, na sede da unidade policial, Guilherme e a namorada dele, Beatriz, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Mathias também responderá por tráfico de drogas, e Denis foi autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Todos os presos durante a operação irão permanecer na carceragem da 37ª delegacia à disposição da Justiça.

Para o delegado titular da 37ª delegacia, Valdinei Silva, o sucesso da operação é consequência do trabalho de nove meses de investigação realizada pelas equipes da unidade policial. “Obtivemos êxito no resultado da operação deflagrada hoje em Presidente Figueiredo. Conseguimos prender o nosso principal alvo, o Samuel. De acordo com as nossas investigações, ele comanda o tráfico de drogas na cidade”, declarou o delegado Valdinei.

O titular da 37ª delegacia informou que durante a Festa do Cupuaçu, que irá ocorrer no período de 4 a 7 de junho em Presidente Figueiredo, geralmente há um volume maior de comercialização de drogas devido à demanda de pessoas que visitam o município. “Com esse trabalho conseguimos inibir o tráfico de drogas nesse período de festa na cidade”, disse a autoridade policial.

Para o diretor do DPI, delegado Carlos Augusto Monteiro, a operação, que foi denominada Heptacloro, um inseticida que combate a praga que assola o cupuaçu, foi um sucesso. Na ocasião o delegado destacou como foram distribuídos os trabalhos durante a operação. “Conseguimos deslocar uma quantidade muito boa de policiais civis para a deflagração da operação, o que resultou na prisão de 15 pessoas, desses gerou três autos de flagrantes, além da apreensão de arma, munições, drogas e dinheiro”, frisou Carlos Augusto.

O delegado geral de Polícia Civil do Amazonas, Orlando Amaral, esteve presente durante a operação em Presidente Figueiredo e parabenizou os trabalhos realizados pelos policiais envolvidos na ação.

“Estivemos no município dando apoio e prestigiando o andamento da operação, que é fruto de um excelente trabalho de investigação realizada pela equipe da delegacia, sob a coordenação do delegado Valdinei. Consideramos esse trabalho como uma limpeza na cidade para que a população de bem possa desfrutar da Festa do Cupuaçu”, finalizou o delegado geral.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505