01/06/2015 17h17 - Atualizado em 1/06/2015 17h18

Peruano é preso por tráfico de drogas em Manaus

A PC prendeu mais três pessoas durante a operação.
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

O peruano Pablo Armas Tafur, 45; o lavador de carros Alexandro Barbosa Conceição, 37; e o casal Lismara Melo da Silva, 32, e Darlan da Silva Magalhães, 34, investigados por envolvimento com o tráfico de drogas em Manaus, foram presos em flagrante por policiais civis lotados no Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) na tarde de domingo, dia 31, por volta das 15h.

As prisões ocorreram durante uma ação policial coordenada pelo diretor do Denarc, delegado Samir Freire, e pelo delegado Jone Clai Rodrigues, que também integra a equipe do departamento. Os trabalhos iniciaram após os investigadores da unidade policial receberam uma denúncia anônima informando que um peruano estava hospedado em um hotel situado na Rua dos Andradas, no Centro da cidade, com uma quantidade significativa de drogas.

De acordo com o delegado Jone Clai Rodrigues, o denunciante informou ainda que o homem iria entregar a mercadoria ilícita para outra pessoa que estaria em um carro preto. Os policiais civis foram ao lugar indicado e montaram campana. Eles avistaram o momento exato em que Pablo entregou uma sacola para Alexandro, que estava em um veículo modelo Celta, de cor preta e placas NOY–1959, que foi apreendido durante a ação.

Ao longo da abordagem os policiais encontraram dentro da sacola que Pablo entregou a Alexandro 12 tabletes de substância entorpecente com características de maconha do tipo skunk, totalizando cerca de 6 kg da droga. Questionados sobre a procedência do produto ilegal, o peruano declarou que não era dono do material e disse que iria apenas entregar para um homem em um carro preto e que receberia R$ 3 mil pelo serviço.

Já Alexandro declarou que o casal Lismara e Darlan pediu para ele ir buscar, em frente ao hotel, uma sacola contendo peixes e açaí, com um homem com as características de Pablo. Em depoimento, o lavador de carros alegou que não sabia que dentro da sacola havia substância entorpecente.

Em ato contínuo os policiais foram à residência do casal, localizada na Rua Lírio das Índias, no bairro Novo Aleixo, zona Norte, onde efetuaram a prisão da dupla. Na casa de Lismara e Darlan foram encontrados dois cadernos contendo a contabilidade da prática ilícita e material para a mistura de drogas. Ainda no lugar um homem foi detido por estar consumindo drogas. Ele não teve a identidade revelada.

O homem foi levado à sede da unidade policial, onde foi ouvido como testemunha e declarou que comprava entorpecentes de Lismara e Darlan. Ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por posse de drogas e foi liberado em seguida. O delegado Jone Clai Rodrigues ressaltou detalhes das investigações que resultaram nas prisões do bando.

“Ontem a equipe que estava de plantão recebeu uma denúncia informando a prática ilícita. Os policiais foram averiguar a informação e constataram a veracidade da acusação. Inicialmente o peruano Pablo e Alexandro foram presos. Em seguida, durante as diligências, nossa equipe chegou até o casal. Apesar de negarem envolvimento com a prática ilícita, todos os quatro têm ligação com o tráfico de drogas. Os entorpecentes apreendidos seriam vendidos da zona Norte da cidade”, argumentou a autoridade policial.

Os quatro foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico (Artigos 33 e 35, respectivamente, da Lei nº 11.343/06). Na tarde desta segunda-feira, dia 1º, Pablo, Alexandro e Darlan foram encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505