17/06/2015 15h11 - Atualizado em 5/05/2016 03h40

Serafim Corrêa questiona ”supersalários” dos membros do MP-AM

O deputado também criticou o órgão que abriu inquérito para investigar políticos.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado Serafim Corrêa (PSB) questionou os supersalários pagos aos membros do Ministério Público do Amazonas (MP-AM). Os vencimentos do órgão, conforme matéria veiculada na última edição da revista Época, são os segundos maiores do país. Em seu pronunciamento, na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta quarta-feira (17), o deputado também lembrou que o MP-AM só perde para o Ministério Público do Rio de Janeiro, órgão que paga os maiores salários do Brasil.

“Segundo a revista Época, o MP-AM paga o segundo maior salário do Brasil fora do teto constitucional, ou seja, em média R$ 54 mil, a promotores e R$ 75 mil ao procurador-geral. Perdemos apenas para o órgão no Rio de Janeiro, que paga R$ 56 mil aos promotores e R$ 122 mil ao procurador-geral. Essa notícia foi a mais lida da internet desde a sua publicação”, revelou.

Serafim ainda disse que todos os Ministérios Públicos têm o dever de investigar todos os órgãos, mas criticou a iniciativa do MP-AM que abriu um inquérito para fiscalizar o crescimento patrimonial dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Amazonas. “Cabe à Receita Federal investigar crescimento patrimonial, o que pode ter indício de sonegação de impostos. Isso não compete ao Ministério Público”, defendeu.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505