28/07/2015 09h53 - Atualizado em 28/07/2015 09h53

Associação de docentes da Ufam inicia série de debates para o fortalecimento da carreira

A paralisação que iniciou no dia 15 de junho entra na sua 7ª semana.
Foto: ADUA
Foto: ADUA

A Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (ADUA) abre nesta terça-feira (28) uma série de discussões de temas voltados para o fortalecimento da categoria docente. Os debates fazem parte da programação da greve dos professores da instituição, que entra na 7ª semana de movimento paredista. A paralisação teve início no dia 15 de junho.

Nesta terça (28), 9h, iniciou a 1ª rodada de discussão, com o tema “A proposta do governo e os desdobramentos da greve”, na sede da seção sindical, no Campus Universitário. O Ministério do Planejamento apresentou uma proposta de reajuste de 21,3% aos servidores federais a partir de 2016, a ser pago em quatro anos. Os docentes, porém, reivindicavam aumento de 27,3%, em parcela única.

Na quinta-feira (30), os professores discutirão a “Carreira docente: a nova resolução de progressão e promoção na Ufam”, cujo debate está agendado para as 9h, no auditório da ADUA. Na ocasião, o Comando Local de Greve reapresentará os aspectos da carreira docente defendida pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN).

Programação
Na última segunda-feira (27), os professores participaram de Ato Público dos Servidores Públicos Federais (SPFs), na sede do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Às 9h ocorreu reunião do Comando Local Unificado de Greve (CLUG), na sede da ADUA. À tarde, as comissões do Comando Local de Greve (CLG) prepararam as ações de suporte às atividades do movimento.

Na próxima quarta-feira (29), às 9h, ocorrerá mais uma reunião das Comissões do CLG. No mesmo dia às 14h, integrantes do Comando marcarão presença na Audiência Pública sobre “Saúde e Terceirização”, com o senador Paulo Paim, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Ainda na quarta-feira, haverá ato público contra a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), no Ambulatório Araújo Lima, do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), a partir das 7h. O ato será realizado novamente na sexta-feira (31), no mesmo local e horário. E, a partir das 17h, mais uma edição do Sambaqui na sede da ADUA e a Confraternização Julina – Guerreiros e Guerreiras na Roça –, no hall FCA.

Pontos de reivindicação
A pauta de reivindicação de greve dos professores federais inclui a defesa do caráter público da universidade, melhores condições de trabalho, garantia de autonomia, reestruturação da carreira e a valorização salarial de ativos e aposentados. Além disso os grevistas lutam contra o corte de recursos da Educação.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505