31/07/2015 10h44 - Atualizado em 31/07/2015 10h44

Casal do tráfico é preso na zona sul de Manaus

Segundo a PC, as criminosas ainda tentaram fugir pelos fundos da residência.
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rodrigo de Sá, apresentou durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, dia 30, por volta das 11h, na sede da unidade policial, Dirlene Hellen da Silva Dias, 35, e a companheira dela, Patrícia Kelly da Cruz Silva, 33, envolvidas com o tráfico de drogas na zona Sul da cidade.

Elas foram presas pela equipe de investigação do 1º DIP na tarde de ontem, por volta das 17h, na residência onde moravam, localizada na Rua Duque de Caxias, bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul. Com o casal foram apreendidas 40 trouxinhas de oxi, 40 de pasta base, 20 de cocaína, 17 de maconha e uma porção média de maconha. Além disso, os policiais civis também encontraram no imóvel material para embalo e mistura da droga.

De acordo com Rodrigo de Sá, a polícia chegou até elas após o recebimento de denúncias anônimas, informando a comercialização de drogas no lugar. “No momento das prisões elas ainda tentaram fugir pelos fundos da residência. Patrícia, inclusive, foi vista pelos investigadores do 1º DIP jogando material ilícito para o quintal do vizinho”, disse.

A autoridade policial afirmou, ainda, que em depoimento Patrícia confirmou que também vendia drogas nas imediações da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa. “Conforme as denúncias que recebemos, as duas comercializavam o material ilícito para parentes dos detentos, no horário de visita na prisão, mas a informação ainda está sendo investigada”, relatou Rodrigo.

Patrícia declarou que em 2005 foi presa por tráfico de drogas e que só voltou a vender entorpecentes em janeiro deste ano. Já Dirlene alegou que ajudava a companheira na atividade ilegal. As duas foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao término dos procedimentos cabíveis elas serão encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde ficarão à disposição da Justiça.

O titular do 1º DIP reforçou que as prisões contaram com a ajuda da população, pois a denúncia foi feita via telefone, diretamente ao número da delegacia. “Distribuímos alguns panfletos com os números do DIP, para que pudéssemos receber informações sobre crimes. Isso ajuda bastante. Quem quiser colaborar pode ligar para (92) 3633-9302, 99230-3143 ou 99962-2454. A identidade do informante será preservada”, garantiu.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505