09/07/2015 12h11 - Atualizado em 5/05/2016 03h49

Corpo de Bombeiros terá R$ 49 milhões para reaparelhamento

Maior parte dos recursos será usado para expandir atendimento para municípios do interior.
Aparelhamento envolve compra de viaturas e equipamentos
Aparelhamento envolve compra de viaturas e equipamentos

A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) aprovou, nesta quarta-feira (8), o projeto do lei que autoriza o Estado a contrair empréstimo de R$ 49 milhões junto ao Banco do Brasil para reaparelhar o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas, com lanchas, viaturas e expansão das unidades para municípios do interior do Estado. Um relatório informando todos os equipamentos que serão comprados foram entregues aos deputados antes da votação, e incluem a compra de viaturas de atendimento de emergência semelhantes a do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A proposta segue à sanção do governador José Melo (PROS).

De acordo com o texto do projeto, os recursos desta operação de crédito serão aplicados no Projeto de Modernização dos Equipamentos, Viaturas e Aparelhamento do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas. A medida já estava prevista no Programa de Atuação Integrada de Segurança Pública do Estado.

Entre os equipamentos que serão adquiridos estão oito abrigos modulares com armações de titânio, tipo guarda-chuva, para instalação de enfermarias em qualquer município do interior quando necessário. Além de 14 unidades de atendimento de emergência tipo furgão, semelhante as viaturas do SAMU, equipadas com tanque de água, maca, gerador, e armários para armazenagem de equipamentos de atendimento de urgência. Mais cinco viaturas tipo Auto Bomba de Salvamento e Resgate com capacidade para 2 mil litros de água, 13 viaturas de combate a incêndios florestais, tipo Mamute, duas viaturas de resgate com escada giratória, uma viatura com escada giratória de 60 metros, duas embarcações para atividades de salvamento e outros equipamentos como máscaras , roupas de aproximação resistente ao calor, luvas de proteção resistente a produtos químicos, extintores, cordas, macas de resgate, lanternas, geradores de energia.

Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Fernando Sérgio Austregésilo, os recursos são destinados a modernização de viaturas e expansão do Corpo de Bombeiros para o interior, não havendo previsão de recursos para aumento do efetivo. A questão do efetivo foi apresentada na última terça-feira como um dos problemas dos serviços de vistorias de Sistemas Contra Incêndio. De acordo com o coronel a realização de um concurso público resolveria o problema. A informação foi apresentada durante reunião de esclarecimento sobre o projeto de lei, de autoria do Governo do Estado, que desobriga o Corpo de Bombeiros a realizar vistoria dos projetos contra incêndio das edificações. A proposta ainda será analisada pela ALE-AM.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505