22/07/2015 11h07 - Atualizado em 22/07/2015 11h07

José Loreto reduziu para 3% o seu percentual gordura para viver José Aldo no cinema

Foto: Reprodução (Rede Globo)
Foto: Reprodução (Rede Globo)

Cinco quilos a menos, dieta rigorosa e uma rotina pesada de exercícios físicos fizeram de José Loreto um atleta. Às vésperas de viver seu primeiro protagonista no cinema, o ator mudou seu estilo de vida – reduziu de 11% para 3% o percentual de gordura no corpo – para se transformar no campeão de MMA (Mixed Martial Arts) José Aldo Junior.

“Há seis meses eu não como pão, não como massa, não como feijão. Eu não como há seis meses”, brinca o ator, durante entrevista ao UOL, na última sexta-feira (17) em sua academia no Recreio dos Bandeirantes. “Nunca tive problemas com peso e por também ter diabetes tipo 1 há 16 anos, minha alimentação sempre foi saudável. Só que me cerquei de todos os cuidados com médicos e nutricionista porque eu quis ficar mais próximo do físico do Zé Aldo. Também quis passar por aquelas dietas que eles fazem para perder quilos em poucos dias. Tudo é muito difícil, desgastante, mas está valendo a pena”, contou José Loreto.

“Eu não tenho a obrigação de ser parecido porque é um filme baseado na história dele. Eu quero fazer um José Aldo do meu jeito. Quero que as pessoas o reconheçam no telão, que vejam nos meus olhos a dor, a vontade e a determinação que ele teve para chegar onde chegou”, observou Loreto, que já gravou a metade do filme. “Todas as cenas são marcantes. Têm as cenas com o pai, interpretado pelo Jackson Antunes, que mexe muito com a emoção. Ele era o herói e o vilão do Zé. Tem as cenas que ele dorme com fome, que ele limpa a academia enquanto as pessoas treinam, que ele soca o saco de pancadas sem luvas até as mãos sangrarem. Tudo é muito forte e visceral que fica difícil escolher uma”, admitiu o ator.

De aluno assíduo de um box de crossfit, o ator virou empresário no ramo. “Eu fiz faculdade de Economia. Era um plano B porque a carreira de ator me preocupava na questão de segurança. Poderia dar certo ou não, e aí eu quis ter um diploma. Felizmente, as coisas deram certo e ainda estão dando, mas eu sempre pensei em ter um negócio próprio. Há quatro meses, tive um estalo de montar um box e virei sócio de uma marca que já existia em São Paulo e Brasília”, explicou Loreto.

Com 600 metros quadrados e 150 alunos matriculados em dois meses, a Gladius Rio é o point certo do ator pelas manhãs. “Venho aqui para me exercitar, claro, mas tenho também a ingerência sobre as coisas. Tenho mais três sócios e meto pitacos em tudo, dou ideias e sugestões de mídias. Fico querendo saber se aumentou o número de alunos, se foi no plano mensal ou plano semestral. É o meu lado economista”, brincou o ator, que não revelou sobre o faturamento mensal do empreendimento. “O investimento inicial foi alto, e não dá para falar de lucro agora. Quem abre um negócio sabe que o começo é sempre complicado. Decididamente o crossfit entrou para ficar na minha vida, e o filme do José Aldo também.”

As gravações estão previstas para terminar em setembro e até lá o mundo de Loreto gira em torno das lutas. “A Débora [Nascimento] vive brigando comigo, dizendo que estou obcecado, e é verdade. Nas poucas horas vagas, eu vejo MMA na televisão, leio notícias e quando tem um evento no Rio, lá vou eu feliz da vida dar uma olhada”, assume o ator.

Toda essa entrega tem um motivo para Loreto. “Acredito muito que esse filme vai ser um divisor na minha carreira, que vai me abrir as portas para o cinema e até mesmo para que a Globo possa me enxergar com outros olhos. Quero arrebentar nesse filme”, disse.

Há três anos com a atriz Débora Nascimento, com quem se casou em maio, Loreto conta que os dois estão super felizes, mas que não têm planos para filhos no momento. “Vai demorar. Acho que depois de uns quatro filmes”, disse o ator, que confidenciou o único desejo imediato: comer uma pizza. “Fiz uma promessa que no dia que acabar as filmagens, eu vou a uma pizzaria comer uma portuguesa gigante e beber dois chopes geladinhos”, finalizou as gargalhadas.

Foto: Uol.com.br

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505