18/08/2015 22h28 - Atualizado em 19/08/2015 11h40

Bancada do AM derruba emenda que afetaria setor de bebidas na ZFM

Proposta colocava em risco a produção de concentrados de refrigerantes em Manaus.
Foto: Agência Senado
Foto: Agência Senado

Após reunião com parlamentares da bancada do Amazonas no Congresso, a relatora da Medida Provisória (MP) 675/2015, que trata do aumento de 20% sobre o lucro líquido dos bancos, senadora Gleisi Hoffmann (PT/PR), retirou do seu relatório uma emenda que reduziria o crédito do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de concentrados de bebidas frias produzidas na Zona Franca de Manaus (ZFM). A parlamentar queria redução de 20% para 17% de crédito do imposto, o que afetaria a competitividade desse segmento no Amazonas. Hoffmann apresentou seu relatório na comissão mista nesta terça-feira (18).

Pela manhã, em reunião com a bancada do Amazonas, os parlamentares do Amazonas conseguiram convencer a relatora dos prejuízos que a medida causaria ao Estado. Já na reunião da Comissão Mista o senador Omar Aziz (PSD) lembrou que a questão já havia sido discutida pelos parlamentares e se tratava de matéria vencida. Ele disse que não é contra a Medida Provisória, e que não tem nada a opor à cobrança de mais impostos aos bancos, mas não concordava com a emenda que considerou “estranha” ao projeto. “Relatores não podem acolher emendas que já foram derrotadas. Não é questão de fazer acordo. Com acordo ou não, seria derrubado. Não podemos permitir que uma matéria derrotada volte três semanas depois”, disse.

Após votação do relatório da senadora parananese, o plenário da Comissão pediu vistas coletivas da matéria, que deverá ser analisada na semana que vem, antes de ir à votação pelos plenários da Câmara e do Senado.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505