31/08/2015 12h41 - Atualizado em 31/08/2015 12h41

Campanha de vacinação contra poliomielite encerra nesta segunda-feira (31)

A capital amazonense está acima da média da campanha nacional de vacinação e já contabilizou 130 mil doses .
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Hoje é o último dia de vacinação contra a poliomielite. Na reta final da campanha, que termina nesta segunda-feira, 31, a Prefeitura de Manaus está convocando os pais e responsáveis de crianças de 6 meses a 5 anos incompletos para vacinar seus filhos, oferecendo o serviço também em dez Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de horário ampliado, com funcionamento das 7h às 21h.

A capital amazonense está acima da média da campanha nacional de vacinação e já contabilizou 130 mil doses da gotinha que combate a paralisia infantil, alcançando um percentual de 80% do público-alvo em Manaus. “A importância de que nossas crianças tomem essa vacina é para não deixar mais a pólio voltar para o Brasil, já que ela está erradicada nas Américas desde 1990, mas não está erradicada no mundo todo. Pais levem suas crianças o quanto antes para tomar a vacina”, alertou o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Beneficiários do programa Bolsa Família não podem deixar de atualizar o cartão de vacinação, pois podem perder o benefício. Não haverá prorrogação da campanha e a vacinação está disponível em todas as UBSs das 7h às 17h e, ainda, nas unidades de horário ampliado espalhadas por toda a cidade (Ver lista abaixo). É importante levar o cartão de vacinação.

Paralelo a isso, também está sendo realizada a campanha de multivacinação, com a meta de atualizar o cartão vacinal de todas as crianças que comparecerem às unidades de saúde no período. A multivacinação oferta, em um momento de reforço, doses de diversas vacinas à população, com o intuito de melhorar a cobertura vacinal e otimizar a logística dos serviços de saúde, visando evitar doenças imunopreveníveis como hepatite b, coqueluche, tétano, difteria, diarreia por rotavírus, febre amarela, caxumba, sarampo, rubéola e meningite.

“Pedimos a colaboração e a responsabilidade dos pais para manter os seus filhos vacinados. Então, basta se dirigir até uma unidade de saúde, levando o cartão de vacina e lá o vacinador vai verificar se existem outras doses de vacina em atraso, e se tiver, a criança recebe na hora também, junto à dose de combate à pólio”, explicou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505