31/08/2015 10h42 - Atualizado em 31/08/2015 10h44

Hungria intercepta mais de 8 mil refugiados durante o fim de semana

Na Áustria, a ministra do Interior anunciou penas mais duras para traficantes de pessoas
Foto: Laszlo Balogh (Reuters)
Foto: Laszlo Balogh (Reuters)

As autoridades da Hungria interceptaram entre sexta-feira e domingo passados 8.792 refugiados que cruzaram a fronteira de forma ilegal, apesar de no sábado ter concluído a construção de uma cerca na fronteira com a Sérvia concebida para conter a imigração. Nos últimos três dias, as autoridades também detiveram 36 pessoas por tráfico de seres humanos indica nesta segunda-feira um relatório do Ministério do Interior húngaro.

A fronteira entre Hungria e Sérvia é uma das mais frequentadas de toda Europa pelos refugiados, que chegam de países em conflito como Síria, Afeganistão e Paquistão através da chamada “rota dos Bálcãs”. O crescente número de imigrantes causou nos últimos dias tensões internas nas regiões de passagem e nos acampamentos.

Na Áustria, a ministra do Interior Johanna Mikl-Leitner anunciou hoje que as penas de prisão nos casos de tráfico de pessoas serão endurecidas e se reforçarão os controles para detectar veículos suspeitos. “Queremos por um lado salvar vidas e, pelo outro, combater o tráfico de pessoas de forma mais contundente”, disse a ministra.

As novas medidas foram tomadas depois que na quinta-feira foram achadas 71 pessoas mortas em um caminhão frigorífico no leste da Áustria, e no sábado uma caminhonete foi parada com 26 refugiados, entre eles três crianças em estado grave de desidratação. “Na quinta-feira passada pudemos ver que estas máfias de tráfico de pessoas não têm escrúpulos”, destacou Mikl-Leitner. A polícia austríaca contará para lutar contra o tráfico de pessoas com 1.350 agentes e vários helicópteros que ajudarão na detecção de veículos suspeitos.

Enfrentando a maior onda imigratória deste os tempos da II Guerra Mundial, entre 1939 e 1945, os países europeus anunciaram neste domingo que terão uma reunião entre todos os ministros do Interior das nações da União Europeia (UE). O encontro será dia 14 de setembro em Bruxelas, na Bélgica, em busca de soluções para o agravamento da crise imigratória.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505