04/08/2015 10h36 - Atualizado em 4/08/2015 10h41

Paródia sobre o ‘Chávez-passarinho’ irrita o presidente da Venezuela

Maduro disse, em 2013, que Chávez havia aparecido em forma de passarinho e o abençoado.
Foto: Carlos Garcia Rawlins (Reuters/VEJA)
Foto: Carlos Garcia Rawlins (Reuters/VEJA)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, qualificou nesta segunda-feira de “ridículo” um filme publicitário de uma nova empresa de telefonia chilena que fez uma paródia da história contada pelo mandatário na qual garante que o falecido Hugo Chávez apareceu para ele em forma de passarinho.

Em meio à campanha fugaz que o levou à Presidência após a morte de Chávez por câncer em 2013, Maduro disse que seu mentor político apareceu em forma de “passarinho pequenino” e o abençoou. Depois, prosseguindo os devaneios e no populismo para surfar na onda do antecessor morto, Maduro insistiu que “conversava” com Chávez nas montanhas e contou, de novo, a ladainha do passarinho.

No comercial da empresa de telefonia WOM, um ator sósia de Maduro recria o episódio do encontro do presidente com o passarinho. No filme, Maduro “conversa” com o passarinho por meio de assobios e as legendas traduzem o que ambos estão dizendo.

Em reunião com os candidatos de sua coalizão que concorrerão nas eleições parlamentares de dezembro, Maduro acrescentou, rindo: “Não podem entender. Isso é inveja, exatamente. Não podem entender como nós, os revolucionários, somos felizes e livres. Eles são ridículos”. O presidente bolivariano não disse se tomará medidas contra a empresa. A WOM também já fez uma paródia do presidente da Bolívia, Evo Morales, o que fez a chancelaria boliviana apresentar uma nota de protesto ao governo chileno.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505