24/08/2015 20h24 - Atualizado em 24/08/2015 20h24

Preso por tráfico, “Cegueta” é suspeito de 5 homicídios

O criminoso ainda tentou fugir, mas foi interceptado pelos policiais civis
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O pintor Emerson Cristiano da Silva Couto, 22, conhecido como “Cegueta”, foi apresentado na manhã desta segunda-feira, dia 24, durante coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), situada na Avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, zona Leste. O rapaz foi preso em flagrante na tarde da última quinta-feira, dia 20, por tráfico de drogas e é apontado como autor de pelo menos cinco homicídios ocorridos na capital.

De acordo com o delegado titular da unidade policial, Ivo Martins, o jovem foi surpreendido pelos policiais civis da especializada por volta das 17h, no momento em que lavava o próprio veículo, em frente a um ponto de venda de drogas, comandado por ele, na Rua 16 de Outubro, Comunidade Santa Inês, bairro Jorge Teixeira, zona Leste.

“Quando Emerson avistou alguns integrantes da DEHS ainda tentou empreender fuga, mas foi interceptado pelos policiais civis. Com o infrator foram apreendidas porções de entorpecentes que seriam comercializadas naquela área da cidade”, informou Martins.

Ainda segundo informações da autoridade policial, Emerson estava sendo investigado pelo homicídio de Eristony Fernandes de Sena, que era conhecido como “Tom” e tinha 43 anos quando o delito aconteceu, no dia 9 de julho deste ano, no loteamento Riacho Doce 2, bairro Cidade Nova, zona Norte.

“Um grupo armado invadiu a casa de Eristony e se passou por policiais civis. Na ocasião, foram efetuados mais de quinze disparos de arma de fogo em direção à vítima. Antes de morrer, na frente da esposa dele, Eristony reconheceu Emerson em razão da deficiência visual que ele possui”, explicou Martins.

Conforme os policiais civis que participaram das diligências, além de confirmar participação na morte de Eristony, Emerson também confessou a autoria de mais quatro homicídios, todos ocorridos na zona Norte de Manaus. As vítimas foram: Juliano Rodrigues da Silva, 26; Francisco Jerlan Nogueira da Silva, 27; Francisco Lianderson da Silveira Coelho, 24; e Francisco Geovany da Silva Mendes, 31.

“Emerson confessou a autoria desses cinco homicídios e está sendo investigado por outros seis. Todas as vítimas tinham envolvimento com o tráfico de drogas. Ele atuava como “pistoleiro” de uma facção criminosa que opera no Estado e matava as vítimas mediante pagamento, que girava em torno de R$ 2 mil a R$ 5 mil”, declarou Martins.

O infrator tinha dois mandados de prisão em nome dele. Ambos por envolvimento com a venda de entorpecentes na cidade. Na delegacia ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos legais, ele será conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505