11/08/2015 12h30 - Atualizado em 11/08/2015 12h30

Vereador pede fiscalização da Semmas em nova invasão na Zona Norte

Moradores das adjacências temem aumento da criminalidade.
Foto: Tiago Corrêa
Foto: Tiago Corrêa

O presidente da Comissão de Vigilância Permanente da Amazônia e Meio Ambiente (Comvipama) da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Everaldo Farias (PV), deu entrada, na segunda-feira (10), em um requerimento solicitando a fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) em uma invasão situada na avenida Comendador José Cruz, no bairro Lago Azul, ao lado do Santa Etelvina, na zona Norte da cidade.

O requerimento foi criado após o parlamentar apurar, in loco, o início da invasão no bairro, na semana passada. De acordo com Everaldo, a denúncia foi feita pelos moradores de conjuntos habitacionais adjacentes. “Atualmente, a Zona Norte é a região de Manaus que mais registra tentativas de invasão, comprometendo o planejamento urbanístico e gerando danos irreversíveis ao meio ambiente”, explicou Everaldo.

Durante as visitas realizadas pelo vereador Everaldo, moradores dos conjuntos habitacionais Bem Viver e Condomínio Paraíso, na avenida Comendador José Cruz, afirmaram que temem pelo aumento da criminalidade nos arredores com o nascimento dessa nova invasão. “Recentemente, traficantes de drogas mataram duas pessoas em função da disputa por território. As mortes ocorreram a menos de um metro de distância do muro dos dois condomínios, onde residem cerca de 400 famílias. Só este fato nos faz imaginar as consequências desse problema, caso a invasão seja fixada”, apontou Everaldo.

Ele lembrou que os danos causados pelas invasões não se limitam às questões de segurança e áreas florestais. No ano de 2011, por exemplo, a Semmas resgatou 927 espécies na área urbana de Manaus. Segundo Everaldo, o número é justificado pelo desequilíbrio ambiental. “Para a fauna, os seres humanos atuam não apenas como invasores, mas como predadores que ocasionam o deslocamento dos animais da região ambiental para a região urbana da capital. Funciona como ciclo e, por isso, precisamos evitar que esse ciclo de destruição comece”, finalizou o vereador.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505