08/09/2015 09h07 - Atualizado em 8/09/2015 09h07

Checar o celular constantemente pode destruir o seu relacionamento

Foto: Jeffrey Zeldman/Flickr
Foto: Jeffrey Zeldman/Flickr

Você já foi a um encontro e o seu parceiro(a) te esnobou, preferindo checar o celular a dar atenção a você? Ou você mesmo já deixou o seu smartphone próximo enquanto assistia a um filme com seu namorado ou namorada? A prática de deixar o celular como prioridade durante encontros ganhou um nome: phubbing. E dois pesquisadores dizem ter evidências para afirmar que este tipo de atitude está destruindo relacionamentos e deixando as pessoas deprimidas.

O termo phubbing se popularizou na Austrália e no Reino Unido há alguns anos, pouco depois de um grupo de estudantes da Universidade de Sydney ter criado um anúncio público pedindo pelo fim do phubbing. A combinação das palavras “telefonando” (phoning) e “esnobando” (snubbing) nunca pegou nos EUA — a prática, por outro lado, acontece em todo o mundo.

Ainda assim, o termo parece ter caído no gosto de acadêmicos americanos. Em um estudo publicado recentemente na Computers in Human Behavior, os professores de negócios da Universidade Baylor, James Roberts e Meredith David, fizeram uma série de pesquisas para determinar se esnobar os parceiros em favor do celular era uma prática real — e se fosse, o que é que causava este problema? Roberts e David entrevistaram 150 homens e mulheres do Mechanical Turk da Amazon que estavam em uma relacionamento com as seguintes questões sobre a experiência (as respostas estavam em uma escala de 1 (para nunca) a 5 (para sempre):

— Durante uma refeição que faço com meu parceiro, ele sempre pega e checa o celular.
— Meu parceiro deixa o celular em um local que ele possa ver quando estamos juntos.
— Meu parceiro mantém o celular dele nas mãos quando está comigo.
— Quando o celular do meu parceiro toca/apita, ele o pega mesmo se estivermos no meio de uma conversa.
— Meu parceiro olha o celular quando estamos juntos.
— Durante horas de lazer que temos juntos, meu parceiro usa o celular.
— Meu parceiro não usa o celular enquanto conversamos.
— Meu parceiro usa o celular quando estamos juntos.
— Se existe um intervalo durante as nossas conversas, meu parceiro irá checar o celular.

Os participantes da pesquisa também participaram de outros testes para determinar o estilo de relacionamento e níveis gerais de felicidade.

O que os pesquisadores descobriram não foi muito surpreendente, principalmente para quem já discutiu com um parceiro que não consegue parar de checar o celular, mesmo quando você precisa ter uma conversa importante ou urgente. Roberts e David descobriram que pessoas com relacionamentos com ligações de “ansiedade” — em outras palavras, pessoas que temem ser ignoradas ou abandonadas — reagem de maneira mais agressiva quando o parceiro usa um celular. Além disso, descobriram também que existe uma forte correlação entre o phubbing e conflitos sobre dispositivos móveis.

O estudo também afirma que as pessoas que mais praticam o ato tendem a terem mais conflitos. e isso leva a um relacionamento infeliz. Então, a prática de checar o celular enquanto se está com o parceiro tem um efeito indireto, mas mensurável, na felicidade, especialmente se você tem um relacionamento com traços de ansiedade.

Entretanto, os autores admitem que é possível que pessoas que já estão infelizes em seus relacionamentos façam mais uso da prática. E o ato pode se tornar cada vez mais comum conforme o relacionamento evolui da fase de lua de mel para o dia a dia. De qualquer forma, Roberts e David dizem que “a instituição do casamento (e relacionamentos românticos em geral) está sob ataque” do ato de checar o celular com frequência.

Fonte: GIZ MODO Brasil

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505