10/09/2015 23h12 - Atualizado em 10/09/2015 23h12

Dilma vai cortar gastos e fundir ministérios para viabilizar aumento de impostos

Medida foi uma exigência do Congresso para aprovar leis que elevam impostos.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

De acordo com o líder do governo no Senado, senador Delcídio do Amaral (PT-MS), o governo federal vai dar início a um corte de gastos e à aglutinação de ministérios. Este é um dos apelos feitos pelo PMDB, prinicipal partido aliado ao governo, para a presidente da República, Dilma Rousseff.

Essas ações foram tratadas durante reunião de coordenação de governo, nesta quinta-feira, 10 de setembro, em Brasília. Após o encontro o senador afirmou: “a partir de amanhã, os cortes e a reforma dos ministérios começarão a ser anunciados.”

Segundo Delcídio, a decisão de Dilma foi mesmo baseada nos pedidos do PMDB. A legenda só negociará o aumento de tributos, como as Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), caso o governo reveja os gastos e a situação dos ministérios.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505