14/09/2015 17h25 - Atualizado em 15/09/2015 02h34

Empresa de equipamentos de segurança anuncia instalação no Pólo Industrial

Empresa é líder mundial no ramo e iniciará produção de coletes a prova de balas.
Representantes da CBB em reunião com o Governador José Melo nesta segunda-feira (14). (Foto: Michael Dantas)
Representantes da CBB em reunião com o Governador José Melo nesta segunda-feira (14). (Foto: Michael Dantas)

O Grupo Balístico do Brasil (GBB), líder mundial no segmento de balística e coletes a prova de balas, vai instalar a sua primeira fábrica brasileira no Polo Industrial de Manaus (PIM). O anúncio da direção da empresa foi feito em reunião com o governador José Melo nesta segunda-feira, 14 de setembro. Com investimentos iniciais projetados em 3 milhões de euros, a multinacional da Bulgária deve começar suas atividades com a produção de coletes a prova de balas e facadas.

Durante encontro na sede do Governo do Estado, no bairro da Compensa II, zona oeste de Manaus, José Melo ressaltou as vantagens fiscais e a segurança jurídica para a vinda de empresas para a Zona Franca de Manaus e falou da importância da instalação do novo segmento para a diversificação do parque fabril amazonense. “Estamos muito felizes. Já tínhamos informação sobre a tecnologia da empresa na proteção e será, portanto, muito bom para o Polo Industrial de Manaus e para todos nós a vinda da empresa, que vai gerar mais empregos na cidade”, afirmou.

A Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Seplanct) vai prestar o apoio institucional e esclarecimento dos trâmites para a instalação do grupo empresarial. Com a implantação, a expectativa é que haja redução no preço de produtos ligados à segurança e proteção de policiais militares e civis.

Segundo o presidente do GBB, Plamen Tashkov, a fábrica deve começar suas atividades em dois meses. Além de atender o mercado nacional, vendendo para as polícias civil, militar, federal, as forças armadas e institutos de segurança, a exportação também é uma das metas. “Será a nossa primeira fábrica no Brasil e escolhemos Manaus por conta da Zona Franca. Isso vai facilitar a importação dos insumos para a produção do material balístico”, disse.

Com a instalação da empresa, um Centro de Teste de Balística deve ser montado em Manaus para atender clientes do Brasil e de toda a América Latina. “Acreditamos que esse centro de balística é extremamente importante pela demanda nacional. É possível auxiliar o Ministério da Defesa”, pontuou Tashkov.

Do encontro entre o governador José Melo e a direção da multinacional, participaram ainda o Cônsul da Bulgária no Brasil, João Gilberto Vaz, e o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes. A pauta de produtos do GBB tem como destaque o desenvolvimento de sistemas balísticos, coletes a prova de balas e facadas, placas blindadas, capacetes e acessórios como bolsas e estojos para armas.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505