14/09/2015 16h36 - Atualizado em 14/09/2015 16h36

Estado terá mais 23 escolas de tempo integral este ano

No total, 120 obras do Estado da área de educação estão em andamento.
Governador José Melo durante a inauguração da Escola  Petrônio Portella, no Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus. (Foto: Michael Dantas)
Governador José Melo durante a inauguração da Escola Petrônio Portella, no Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus. (Foto: Michael Dantas)

O Governo do Amazonas amplia o investimento no modelo de escolas de tempo integral na capital e no interior. O objetivo é melhorar os indicadores da qualidade do ensino no Estado, segundo afirmou o governador José Melo, durante solenidade de reinauguração da Escola Estadual Senador Petrônio Portella, na zona centro-oeste de Manaus, nesta segunda-feira, 14 de setembro. Com investimentos de R$ 8 milhões, a escola passa a funcionar na modalidade de ensino em tempo integral. Outras 23 escolas no modelo estão em construção no Estado, a maioria no interior.

“Com os investimentos em infraestrutura escolar, estamos construindo só esse ano 24 escolas de tempo integral. Essa aqui era uma delas, e temos mais 23 em obras. Se Deus nos permitir, queremos chegar até o final do governo com pelo menos uma dessas escolas no interior do Amazonas e pelo menos 40 na cidade de Manaus. Isso representará uma melhoria da qualidade de educação, e isso significa futuro para os nossos filhos”, afirmou o governador.

Em todo o Estado, o Governo do Amazonas programa a inauguração de 30 escolas até o início do ano letivo de 2016. O cronograma de abertura das unidades de ensino, que envolve escolas padrão e de tempo integral, vai até o mês de fevereiro.

Defendendo o pacote de investimentos na educação, que este ano é da ordem de R$ 425 milhões, José Melo destacou que a meta é ampliar o ensino em tempo integral e instalar escolas no modelo em cada um dos municípios do interior nos próximos quatro anos.

O Governo do Estado contabiliza 120 obras de infraestrutura educacional que trarão melhorias na rede estadual de ensino na capital e em 30 municípios do interior. As ações envolvem reformas, ampliações e construção de novas escolas, como as escolas de tempo integral, e quadras poliesportivas. As obras incluem 12 novos Centros Educacionais de Tempo Integral (Cetis), sendo duas em Manaus e 10 no interior. Quatro escolas estão sofrendo reforma total e ampliação, cujas estruturas estão ganhando piscina semi-olímpica, auditório e quadra poliesportiva, sendo adaptadas para o modelo de escola de tempo integral.

“Temos nesse momento 120 obras em andamento, investimento robusto para melhorar a educação. Temos ampliação, construção de ginásios cobertos e muitas obras espalhadas em todo o Amazonas. Mesmo com a crise, nosso governo priorizou aquilo que considero mais importante que é a educação”, destacou o governador.

Inauguração Petrônio Portella – Localizada no bairro Dom Pedro, a Escola Estadual Senador Petrônio Portella foi reformada e ampliada e vai funcionar na modalidade de tempo integral. A escola está equipada com 20 salas de aula climatizadas, quadra poliesportiva, academia, piscina, auditório para 300 lugares, secretaria, sala de professores, administração, sala de artes e mídias, dentre outros espaços.

A escola, que registrou média 6,2 no último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em 2013, é responsável pelo atendimento a 658 alunos do ensino médio em tempo integral e 80 estudantes que integram os Programas Estratégicos de Indução à Formação de Recursos Humanos em Engenharias (Pró-Engenharias) e em Tecnologia da Informação (RH-TI), coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Amazonas (Fapeam) em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Contando com um corpo docente formado por 52 professores e 14 servidores em seu quadro administrativo, a unidade é referência na qualidade do ensino, desenvolvendo projetos direcionados à preparação dos estudantes para as provas de ingresso ao ensino superior, como aulas de reforço nas disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Química e Física.

Além disso, a escola é reconhecida nacionalmente por sua banda marcial, criada em 2003 através do projeto “Fanfarras Escolares” da Seduc e que recentemente recebeu uma homenagem na Câmara Municipal de Manaus (CMM) pela conquistada medalha de bronze no último Campeonato Mundial de Bandas de Marcha e Show – World Championship of Marching Show Bands (WAMSB), realizado em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, em 2014.

Patrono – Fundada no dia 5 de março de 1982, a escola estadual de tempo integral Senador Petrônio Portella, recebeu esta denominação em homenagem ao advogado e político brasileiro, Petrônio Portella Nunes.

Filho de Eustáquio Portella Nunes (ex-prefeito de Valença do Piauí duas vezes distintas) e Maria Ferreira de Deus Nunes, Petrônio Portella mudou-se para Teresina aos onze anos de idade, a fim de prosseguir os estudos. Formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), exerceu a profissão de advogado na capital piauiense, tendo sido ainda professor da Escola Técnica de Comércio do Piauí. Quando jovem teve papel ativo na política estudantil. Foi líder da “Reforma”, o mais ativo partido universitário carioca e que disputava o cobiçado CACO – Centro Acadêmico Cândido de Oliveira – na faculdade de Direito da Universidade do Brasil.

A escola é administrada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e pertence à Coordenadoria Distrital de Educação 3 (CDE-3/Seduc).

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505