15/09/2015 15h13 - Atualizado em 15/09/2015 15h16

Evo Morales critica relatório dos EUA que acusa a Bolívia de fracasso na luta contra as drogas

Ele destacou que a política antidrogas de Washington falhou alguns países.
Foto: Aizar Raldes (AFP)
Foto: Aizar Raldes (AFP)

O presidente boliviano, Evo Morales, criticou um relatório do Estados Unidos que acusa o país sul-americano de fracasso na luta contra o narcotráfico, e destacou a política antidrogas de Washington, que falhou em países como a Colômbia.

“Eu quero rejeitar profundamente esta afirmação do Departamento de Estado, quando a luta contra o narcotráfico do Estado boliviano é modelo para o mundo”, disse.

De acordo com um memorando presidencial distribuído pela Casa Branca, o presidente Barack Obama aponta Bolívia, Venezuela e Mianmar como países que “falharam manifestamente nos últimos 12 meses em aderir a suas obrigações sob os acordos internacionais antinarcóticos”.

Bolívia, Venezuela e Mianmar ocupam a lista pelo menos desde 2009.

Morales disse que a política americana de combate ao tráfico de entorpecentes falhou, e citou a Colômbia como exemplo.

“Na região andina, (na) Colômbia, lamento muito, na Colômbia há sete bases militares, não sei quantos membros da DEA americana, não tenho dados, mas se falam de milhares de agentes”.

Também criticou a presença militar dos Estados Unidos na América do Sul, o que não representa uma eficiência no combate às drogas.

Morales disse que Bolívia reduziu no último ano as plantações de cultivos de coca, matéria-prima para fabricar cocaína, de 23.000 hectares a 20.400, enquanto a Colômbia registrou crescimento “de 48.000 hectares a 69.000”.

Fonte: Exame.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505