11/09/2015 14h18 - Atualizado em 11/09/2015 14h18

Homem que matou a companheira é preso no Rio Preto da Eva

Segundo a polícia, o criminoso invadiu uma festa e esfaqueou a esposa.
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

Policiais civis lotados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prenderam, por volta de 16h desta quarta-feira, dia 9, o prático de voadeira Juraci de Souza Gomes, 38, conhecido como “Novato”, investigado pelo homicídio da companheira, Elizângela Rodigues Arcângelo.

Ele foi preso na comunidade Tigre, localizada no município de Rio Preto da Eva, distante 57 quilômetros em linha reta de Manaus, em cumprimento a mandado de prisão preventiva.

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, dia 10, na sede da unidade policial, o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, informou que o crime ocorreu no dia 6 de fevereiro deste ano, por volta de 1h da madrugada, em uma residência localizada na Rua Cristo Rei, bairro Compensa, zona Oeste da cidade.

“Testemunhas relataram, em depoimento, que Elizângela participava do aniversário da filha do casal, quando Juraci chegou ao local, aparentemente embriagado e sob efeito de drogas, e desferiu sete golpes de faca no abdômen da companheira. O casal já possuía um histórico de brigas e agressões. Na época do crime, a vítima tinha 25 anos”, contou a autoridade policial.

Ainda de acordo com o delegado, após o crime, o homem evadiu-se do local e passou a ser procurado desde então. “A vítima chegou a ser encaminhada para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA), Joventina Dias, também situado no bairro Compensa, mas veio a óbito na unidade hospitalar”, disse.

A equipe de investigação da especializada, conforme Ivo Martins, chegou até Juraci por meio de denúncia anônima. “Foi necessário rodar 150 quilômetros de estrada, 19 quilômetros de ramal e mais 40 minutos de barco, até localizar Juraci, que se encontrava na comunidade Tigre, já nas proximidades do município de Itacoatiara. Ele não resistiu à prisão, confessou o crime, e agora vai responder ao inquérito policial e, certamente, ao processo penal”, concluiu o delegado.

O mandado de prisão preventiva foi expedido no dia 17 de março deste ano, pelo juiz da 3ª Vara do Tribunal do Júri, Mauro Moraes Antony.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505