28/09/2015 15h57 - Atualizado em 28/09/2015 15h57

Prefeito Artur entrega mais uma creche na zona Oeste

A creche Gabriel Corrêa Pedrosa está localizada no conjunto Rio Xingu.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entregou, nesta segunda-feira, 28, a 12ª creche de sua administração, sendo a segunda unidade somente na Compensa, zona Oeste da cidade. A Creche Municipal Gabriel Corrêa Pedrosa está localizada no conjunto Rio Xingu e tem capacidade de atendimento para 228 crianças.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), atualmente, o Município conta com oito creches próprias e quatro conveniadas. As unidades atendem mais de 3,4 mil crianças, de 1 a 3 anos de idade. Dessas, 1.860 ficam em tempo integral, que são as crianças dos maternais um e dois.

“Cada creche que inauguramos significa educação para as crianças e oportunidade de emprego para as mães que não têm com quem deixar seus filhos”, destacou o prefeito. “Nossa vontade é de fazermos muito mais. Agora, é preciso inverter uma equação perversa. Hoje, para se construir uma creche custeamos metade da obra e o Governo Federal a outra parte. Entretanto, para manter essa creche, a prefeitura é responsável por 90% do custeio e apenas 10% vêm de recursos federais. Isso é uma maldade com os municípios, que querem investir em novas unidades, mas não podem atropelar seus orçamentos”, completou Arthur Neto.

O investimento do Governo Federal em cada creche construída é de R$ 1,452 milhão, ou seja, a contrapartida das prefeituras deve ser de R$ 1,435 milhão, metade do valor total que é de cerca de R$ 2,8 milhões.

Até o final de 2015, as obras de mais cinco creches serão concluídas para serem inauguradas no início do ano letivo de 2016. E até o final do próximo ano mais cinco serão entregues, totalizando 22 creches em Manaus. As creches estarão distribuídas em todas as zonas geográficas de Manaus e abrirão vagas para mais duas mil crianças.

“Para concorrer a uma das vagas, os pais ou responsáveis precisam se dirigir a nossa Gerência de Creches, que fica na sede da secretaria, ou ir à unidade mais próxima de sua casa. Depois da inscrição é feita uma visita na casa da família, porque o nosso público-alvo são as famílias de baixa renda e que não podem pagar por esse tipo de serviço”, explicou a secretária da Semed, Kátia Schweickardt.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505