14/09/2015 10h11 - Atualizado em 15/09/2015 10h18

Prefeitura fecha inscrições do Bolsa Pós-Graduação com mais de 7,2 mil candidatos

O resultado da primeira chamada será divulgado no próximo dia 18.
Foto: Prefeitura de Manaus
Foto: Prefeitura de Manaus

O primeiro edital do Programa Bolsa Pós-Graduação (PBPG), da Prefeitura de Manaus, teve adesão de 7,2 mil candidatos ao longo dos 12 dias do período de inscrições, iniciado dia 2 de setembro e finalizado às 23h59 do último domingo, 13. A concorrência para o universo de 1.264 bolsas de estudo para cursos de especialização lato sensu é de quase seis candidatos por vaga, de acordo com a Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad) e que gere o PBPG e os programas Bolsa Universidade (PBU) e Idiomas (PBI).

O passo seguinte do Bolsa Pós-Graduação, segundo o cronograma da Prefeitura, é a análise – feita pela Espi – dos dados dos estudantes inscritos e validação das informações prestadas pelo Portal do Candidato. O cruzamento de informações, que será feito pelos próximos dias, visa definir os estudantes aptos segundo o perfil socioeconômico estabelecido pelo edital: graduação completa, nenhum tipo de especialização e faixa de renda familiar per capita compatível com até dois salários mínimos e meio, o equivalente a R$ 1.970. O resultado com a primeira chamada de candidatos aprovados será divulgada no próximo dia 18, sexta-feira.

“O bom número de inscritos não nos surpreendeu, já que há uma demanda reprimida por especialização entre os estudantes de Manaus que não tem condições de bancar sua formação”, avalia a diretora-geral da Espi, Luiza Bessa Rebelo. “A prefeitura completa, agora, um ciclo importante, que começa com a reformulação do Bolsa Universidade, passa pelo Bolsa Idiomas e agora com a Bolsa Pós-Graduação. Os estudantes de baixa renda Manaus têm agora mais uma possibilidade de buscar capacitação acadêmica e profissional em um momento delicado, em que vivemos situação de crise econômica”, completa.

Cinco Instituições de Ensino Superior (IES) privadas aderiram ao PBPG: Universidade Nilton Lins, Faculdade Martha Falcão, Faculdade Salesiana Dom Bosco, Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi) e Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam). A universidade com o maior número de inscritos foi a Esbam, com 2,6 mil candidatos; em segundo lugar, aparece a Faculdade Salesiana Dom Bosco, com 1,9 mil estudantes interessados. Completam a lista a Nilton Lins, com 1,3 mil inscrições; Fucapi, com 655, e Martha Falcão, com 532.

As 1.264 bolsas disponíveis no primeiro edital do Bolsa Pós-Graduação foram divididas em diferentes modalidades. Uma delas são as bolsas voluntárias, oferecidas livremente pelas instituições de acordo com suas políticas educacionais. Neste caso, estão sendo oferecidas 1.230 bolsas. Para as outras modalidades – isenção de tributos e compensação tributária (CCT) – estão sendo oferecidas 34 vagas. As vagas estão distribuídas em mais de 50 cursos de especialização, que variam nas áreas da saúde, gestão, engenharia e tecnologia.

Para facilitar a adesão de estudantes de baixa renda da cidade ao processo de inscrição do PBGP, que aconteceu exclusivamente pela Internet, a Prefeitura credenciou 35 lan houses e cyber cafés em todas as zonas da cidade. Nestes espaços, o acesso à população foi gratuito, desde que fosse com a finalidade de inscrição no programa. Apenas a impressão dos formulários teve de ser paga pelos candidatos. O credenciamento dos estabelecimentos foi firmado por meio da Espi e a Associação Amazonense de Centros de Inclusão Digital (AACID), que representa cerca de 50 estabelecimentos em Manaus.

A etapa posterior à divulgação do resultado da primeira chamada do Bolsa Pós-Graduação será o período de recursos, que acontece nos dias 21 e 22 de setembro. O recebimento dos documentos dos estudantes aprovados na primeira chamada acontece de 22 a 24 de setembro, na sede da Escola, totalizando três dias de processo. O Programa Bolsa Pós-Graduação foi instituído pela Lei n.º 1.933 de 19 de novembro de 2014 e pela Lei n.º 1.934 de 19 de novembro de 2014, também conhecida como Lei de Isenção de Tributos Municipais.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505