15/09/2015 14h40 - Atualizado em 15/09/2015 14h40

Procurador da República diz que ‘Pena de corrupção é piada de mau gosto’

Deltan Dallagnol considera branda a pena para o crime (dois a doze anos de prisão).
Foto: Geraldo Bubniak (Folhapress)
Foto: Geraldo Bubniak (Folhapress)

O procurador da República Deltan Dallagnol, um dos responsáveis por coordenar a Operação Lava Jato, criticou nesta terça-feira a impunidade por crimes de corrupção no país. Em São Paulo para divulgar a campanha do Ministério Público “Dez Medidas Contra a Corrupção”, Deltan considera branda a pena para o crime – dois a doze anos de prisão – e afirma que “os custos da corrupção são bem menores do que os benefícios”. “A pena de corrupção é uma piada de mau gosto”, disse. “As chances de os casos serem prescritos são grandes. Quando são julgados, a pena demora de dez a quinze anos para ser aplicada, e, após todo esse tempo, os envolvidos podem pegar no máximo quatro anos de prisão, o que possibilita que a pena seja cumprida em regime aberto”, afirmou. A proposta do Ministério Público para combater a corrupção possui três frentes de atuação: prevenção, recuperação dos recursos desviados e fim da impunidade. Os procuradores e movimentos sociais de combate à corrupção tentam recolher 1,5 milhão de assinaturas para que as propostas cheguem ao Congresso Nacional.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505