18/09/2015 14h33 - Atualizado em 18/09/2015 14h33

Trio é preso em flagrante por tráfico de drogas em Manaus

Os criminosos foram investigados por uma semana após denúncias anônimas.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Policiais civis que atuam no Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), prenderam, em flagrante, Luan de Oliveira Nascimento, 22, conhecido como “Magro”; Diego dos Santos Costa, 27; e Robson Rodrigues dos Santos, 25, o “Xaropinho”, por envolvimento com o tráfico de drogas na capital. A ação policial ocorreu por volta de 18h30 de quinta-feira, dia 17.

De acordo com o delegado Thyago Tenório, que integra o Denarc, as prisões foram efetuadas em uma residência abandonada, situada na Avenida Codajás, bairro Cachoeirinha, zona Sul de Manaus.

”No local, foram apreendidas com o trio o total de 26 porções de maconha embaladas em sacos plásticos, sete trouxinhas de cocaína, uma porção grande da mesma substância, além de uma balança de precisão, quatro celulares e apetrechos para o embalo das drogas”, relatou a autoridade policial.

As investigações duraram cerca uma semana, iniciadas após o recebimento de denúncias anônimas relatando a constante comercialização de drogas no local. A partir das informações recebidas, a equipe policial se deslocou até o endereço e montou campana para observar a movimentação no lugar.

“Notamos o comportamento suspeito dos três homens e realizamos a primeira abordagem no momento que Luan saía da residência. Na ocasião, foi apreendida com ele uma quantidade pequena de drogas. O infrator confessou que o imóvel era utilizado como depósito de entorpecentes’’, explicou o delegado.

Após abordagem a Luan, a equipe do Denarc entrou na residência e prendeu os outros dois envolvidos com a prática ilegal, ao encontrar o restante das substâncias ilícitas guardadas dentro de móveis e em cômodos distintos do local.

Thyago Tenório informou ainda que Robson é apontado como o autor do homicídio de Diego Barbosa Amâncio, conhecido como “Chuchu”. O crime ocorreu na Rua João Dias, bairro Raiz, zona Sul de Manaus, no dia 13 de agosto. A vítima tinha 26 anos e foi morta com dois disparos de arma de fogo.

Ainda no local da prisão, os policiais encontraram o telefone celular que pertencia a Diego. Segundo o delegado, testemunhas reconheceram “Xaropinho” como o autor do homicídio. ”O infrator irá prestar depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde será esclarecida a motivação do crime”, destacou Tenório.

O trio foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis realizados no Denarc, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505