27/10/2015 15h28 - Atualizado em 27/10/2015 15h28

Adolpho Lisboa terá programação ‘apimentada’ na terceira edição do Mercado Cultural

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

No mês do aniversário de Manaus, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa presenteia os visitantes com a degustação de um produto tipicamente regional: o azeite de murupi, uma iguaria de sabor requintado e que pode ser consumida em canapés, saladas e até em sobremesas. O produto é uma criação do artesão Fábio Silva, que há quatro anos se especializou em turismo gastronômico e vem desenvolvendo alimentos surpreendentes, como o inusitado sorvete de tacacá.

“Nesta sessão de degustação, vamos priorizar o azeite de oliva extra virgem com pimenta de murupi, porque é um produto que já está disponível no mercado. Antes vendíamos apenas sob encomenda, para restaurantes especializados. Agora, o azeite pode ser comprado por qualquer pessoa em garrafas de 250 e 500 ml. Vamos servir puro, com torradas, na conserva de berinjela e no patê de azeitonas verdes”, explica Fábio Silva, artesão de alimentos.
O azeite de murupi, além de muito saboroso, tem valor nutricional inestimável: reúne antioxidantes presentes na pimenta, que combatem os radicais livres e o envelhecimento, e as propriedades curativas do azeite extra virgem, já bastante estudadas e difundidas.

Para experimentar a novidade, basta ir à terceira edição do Mercado Cultural, projeto da prefeitura que acontece uma vez por mês visando ampliar as visitações no Mercado Adolpho Lisboa. A proposta é oferecer ao público uma espécie de happy hour, regado à música e outras atrações culturais.

Na edição desta sexta-feira, 30 de outubro, duas atrações dividirão o palco do Mercado Cultural: Eraldo Bandeira e a Banda ‘Os Fora da Lei’ abrirão a noite com os clássicos do rock nacional. A ‘Cabocrioulo’ ficará responsável pela mistura de ritmos brasileiros como baião, afoxé, maracatu, além do reggae, jazz e beiradão. Entre as exposições, quadros de artistas da terra, miniaturas de prédios históricos, estátuas vivas e todos os produtos artesanais já comercializados no espaço.

“Estamos muito satisfeitos com esse projeto. O Mercado Cultural começou há dois meses e já é um sucesso, com a casa sempre cheia. É uma oportunidade pra quem trabalha de dia e tem dificuldade de ir ao Adolpho Lisboa no horário normal. À noite, o clima é mais agradável, não há problema de estacionamento e ainda oferecemos uma gama de atrações, da culinária regional a espetáculos”, explica Glauco Francesco, subsecretário do Centro Histórico.
Além da Subsemch, participam do projeto a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef) e a Comissão Gestora do Mercado Adolpho Lisboa.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505