08/10/2015 13h58 - Atualizado em 8/10/2015 13h58

Deputada se junta aos comerciantes contra aumento do ICMS

O ICMS passará de 17% para 18%, após reforma administrativa.
Foto: Jimmy Christian
Foto: Jimmy Christian

Durante o Pequeno Expediente desta quinta-feira, 8 de outubro, na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB) garantiu que continuará na luta contra o aumento do ICMS de 17% para 18%, aprovado esta semana no pacote de projetos da segunda reforma administrativa do Governo.

“Me coloquei ao lado da Associação Comercial do Amazonas tendo em vista que comércio e serviço nesse Estado geram cerca de 560 mil postos de trabalhos direitos, ou seja, empregam a maior parte da população”, afirmou a líder do PCdoB e vice-líder da Minoria na Casa.

A parlamentar informou que participou de uma reunião na última quarta-feira, 7, com a Associação Comercial do Amazonas (ACA) ao lado dos deputados Augusto Ferraz (DEM), José Ricardo Wendling (PT) e Luiz Castro (Rede). O objetivo dos representantes do povo é unir forças com os comerciantes e trabalhar pela reversão do aumento de 1% do imposto.

“Desde o início me posicionei contra o aumento do ICMS porque eu acho que a gente não pode taxar a população já tão sofrida com o resultado de uma crise econômica que não é responsabilidade de um só governante, mas de todos os governantes desse País”, enfatizou Alessandra.

A deputada defende ajustes na administração pública, porém, lembrou que a economia pode ser feita com o enxugamento da máquina e cortes com gastos supérfluos, como na publicidade oficial.

“Tem também que parar de construir prédio, não adianta construir hospital novo se no hospital que tem está faltando remédio. Não adianta construir uma escola nova se na escola que tem não tem merenda escolar, a gente tem que cuidar do quem tem”, completou a presidente da Comissão da Mulher.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505