07/10/2015 12h02 - Atualizado em 7/10/2015 12h02

Deputado Federal faz apelo para manter Fundação Nokia funcionando

A empresa responsabiliza a crise pela decisão.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O deputado federal Arthur Virgílio Bisneto (PSDB-AM) manifestou-se, nesta terça-feira, preocupado com a decisão da Fundação Nokia, um centro de excelência na formação de profissionais no Amazonas, de desativar novas turmas no ano que vem. Mantida pela empresa multinacional Microsoft, a fundação cancelou a seleção de novos candidatos em seus cursos de formação. Os principais prejudicados serão os jovens estudantes de Manaus.

Este mês, a Microsoft também anunciou que irá desistir de uma fábrica da Nokia em Manaus para a produção de videogames. A decisão foi divulgada menos de um ano após a multinacional anunciar um investimento de 52,1 milhões de dólares na construção do empreendimento.

A empresa responsabilizou a crise pelo recuo. Afirmou que havia “instabilidade no mercado brasileiro”. As dificuldades econômicas do Brasil têm sido mais profundas em minha terra, o Amazonas. Para se ter uma ideia, o Estado perdeu 25 mil empregos nos últimos 12 meses.

A maioria das vagas cortadas ocorreu na Zona Franca de Manaus, o maior polo de desenvolvimento na Região Norte. A situação é tão grave que o número de desempregados pode, em breve, chegar a 30 mil este ano.

Segundo o tucano, a crise na Zona Franca e os riscos que a Fundação Nokia corre são parte das consequências do desastre que tem sido a gestão da presidente Dilma – que fará a economia brasileira recuar 3% este ano.

“Demissões, decepções e frustrações se acumulam em todo canto. Quero me solidarizar com todos que podem ser prejudicados, em especial com os estudantes que protestaram, no último sábado, contra a decisão da Fundação de não abrir novas turmas. São futuros grandes profissionais que podem perder a chance de formação. Pedimos que a Microsoft reveja a decisão. Exigimos que a Suframa e o governo não deixem que a Fundação seja mais uma vítima da recessão aqui instalada. O futuro de tantas pessoas não pode ficar assim comprometido”, declarou.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505