27/10/2015 12h47 - Atualizado em 9/11/2015 13h06

Deputado propõe construção de pista de acesso ao Porto do Cacau Pirêra

Para o parlamentar, é preocupante o impacto da vazante na atividade econômica do local.
Foto: Marcelo Araújo
Foto: Marcelo Araújo

O impacto da vazante do Rio Negro sobre a atividade econômica na região do Cacau Pirêra, que depende do transporte fluvial, foi tema abordado pelo deputado Serafim Corrêa (PSB), na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta terça-feira, 27.

O parlamentar propôs que um acesso alternativo ao Porto do Cacau Pirêra, que está há dois quilômetros de distância da água, fosse adaptado provisoriamente para que as pessoas e cargas possam desembarcar, sem causar maiores prejuízos aos comerciantes do local.

“O Cacau Pirêra é uma comunidade que existe há mais de 50 anos, na margem direita do Rio Negro, onde também está localizado o ‘Porto do Cacau’, com seus transportes fluviais, que sempre prestaram serviços na travessia a caminho de Iranduba, Manacapuru ou Nova Airão. Com a seca no Rio Negro, a água está há dois quilômetros. As pessoas que usam barcos ou voadeiras para a travessia estão desamparadas”, disse Serafim.

“A solução seria identificar uma praia próxima e preparar uma pista, ainda que improvisada, com piçarra, para que táxis, mototáxis, ônibus possam trafegar e chegar à beira do rio. E nessa beira do rio, os transportes fluviais possam fazer o desembarque de pessoas e de mercadorias”, defendeu.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505