19/10/2015 09h43 - Atualizado em 19/10/2015 09h43

Dilma, sobre impeachment: ‘Não haverá ruptura institucional’

Mesmo com o agravamento da crise, a presidente proferiu o ‘discurso otimista’.
Foto: Jonathan Nackstrand/AFP
Foto: Jonathan Nackstrand/AFP

Mesmo diante do agravamento da crise política, a presidente Dilma Rousseff proferiu nesta segunda-feira um discurso bastante otimista em Estocolmo, na Suécia. Ela descartou que seu governo corra risco de impeachment. Segundo a petista, não haverá “ruptura institucional” no Brasil, nem “crise política mais acentuada”.

As declarações foram feitas em entrevista concedida ao lado do primeiro-ministro da Suécia, Stefan Löfven, minutos após encontro bilateral com o chefe de governo. Questionada pela imprensa sueca se as crises econômica e política e a ameaça de impeachment colocavam em risco o contrato de 4,5 bilhões de dólares com a Saab para aquisição de 36 aviões de caça Gripen NG, que equiparão a Força Aérea Brasileira (FAB), a presidente descartou a possibilidade.

“Eu asseguro que o Brasil está em busca de estabilidade política e não acreditamos que haja qualquer processo de ruptura institucional”, respondeu. “Nós somos uma democracia e temos tanto um Legislativo, como um Judiciário e um Executivo independentes, mas também que funcionam com autonomia e harmonia. Não acreditamos que haja nenhum risco de crise política mais acentuada.”

Dilma ressaltou ainda que países da Europa e os Estados Unidos, que sofreram mais o impacto da crise econômica de 2008, não romperam contratos firmados, e que não há razões para crer que isso poderia acontecer no caso da Saab no Brasil. Como já havia feito minutos antes em discurso a empresários suecos, a presidente reiterou a força da economia do país e o caráter “conjuntural” da turbulência econômica.

“O Brasil tem uma economia estruturalmente sólida. Nós não temos bolhas de crédito, não temos um processo estrutural que leve o Brasil a uma crise profunda, não temos problemas monetários”, enumerou. “A crise do Brasil é conjuntural e está sendo enfrentada.”

Pouco antes, em discurso a abertura do Seminário Empresarial Suécia-Brasil, Dilma afirmou que o Brasil continua a ser uma opção segura e atratente para investimentos. “Somos um país que oferece grandes oportunidades e possui ambiente de negócios sofisticado e seguro. Somos uma grande democracia. Nossa economia tem fundamentos sólidos e estamos trabalhando de maneira decidida para fortalecer sua saúde fiscal, retomando o equilíbrio, reduzindo a inflação, consolidando a estabilidade macroeconômica, para aumentar a confiança e garantir a retomada do crescimento que em nosso país significou nos últimos dez anos inclusão de mais de 36 milhões de pessoas”, disse a presidente.

Fonte: veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505