08/10/2015 10h25 - Atualizado em 8/10/2015 10h25

Polícia Civil prende falsos médicos em Humaitá

A dupla foi presa após denúncias anônimas.
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) do município de Humaitá, distante 590 quilômetros em linha reta de Manaus, realizou nesta quarta-feira, 7, 10h, as prisões de Uilian de Oliveira Farias, 21, e Maurício Alves Gomes, 40. Os homens foram presos na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município, que fica situado na Rua das Flores, bairro São José, por exercer ilegalmente a profissão de Medicina.

De acordo com o delegado adjunto do município, Marcus Rezende, os policiais civis foram até o local após receberem uma denúncia anônima, que informava sobre a existência de uma dupla de prováveis falsos médicos, que estaria realizando consultas na cidade.

“Após chegarmos ao endereço, confirmamos as informações. Eles realizavam consultas médicas e prescreviam remédios fitoterápicos, que eram vendidos por eles mesmo no local”, informou Rezende.

Segundo a autoridade policial, após o pagamento de R$100,00 para os associados ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais e R$150,00 para as pessoas que não são associadas, os falsos médicos faziam as consultas. No local, foram apreendidos todos os medicamentos e materiais utilizados pela dupla.

Na unidade policial ambos foram autuados, em flagrante, por exercício ilegal da medicina e charlatanismo. Por se tratar de crimes afiançáveis foi arbitrada fiança, no valor superior a um salário mínimo, e se houver o pagamento, eles poderão ser liberados para responder pelos crimes em liberdade. Caso o pagamento não seja efetuado, eles irão permanecer na unidade policial à disposição da Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505