27/10/2015 12h40 - Atualizado em 27/10/2015 12h40

Professor da Semed recebe Troféu Carlos Drummond de Andrade, em Minas Gerais

O professor também é faixa preta de jiu-jítsu e bicampeão internacional na modalidade.
Foto: Acervo Pessoal/Ronnie Melo
Foto: Acervo Pessoal/Ronnie Melo

A dedicação e o reflexo do trabalho desenvolvido como coordenador do projeto ‘Aprender, Conviver e Lutar’, ultrapassou os limites de Manaus e, no último sábado, 24, o professor Ronnie Melo recebeu o troféu Carlos Drummond de Andrade, em evento nacional, na cidade de Itabira, Minas Gerais. Educador físico da rede municipal de ensino, Ronnie Melo é faixa preta em jiu-jítsu e bicampeão internacional na modalidade.

O evento é uma das mais tradicionais festas de premiação da literatura brasileira e homenageia profissionais de diferentes áreas de conhecimento de todo o Brasil, com a estatueta do escritor brasileiro Carlos Drummond de Andrade. O evento marcou ainda os 50 anos da solenidade, que acontece desde 1965.

A premiação aconteceu, no Salão Nobre do Real Campestre Clube, na cidade de Itabira, na Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O evento homenageou 50 personalidades, entre escritores, poetas, educadores, jornalistas e artistas de todo Brasil, que desenvolvem projetos e ações inovadoras dentro da área de atuação ou no seu ambiente de trabalho, que incentivem práticas de cunho social, a cidadania, a arte, a educação e a cultura. O professor Ronnie Melo foi um dos 50 homenageados.

O projeto ‘Aprender, Conviver e Lutar’ começou a ser desenvolvido, na rede municipal de ensino em 2013. Atualmente, beneficia mais de 1 mil alunos, do Ensino Fundamental, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), incluindo estudantes com deficiência. A ação promove a prática de esportes de luta no desenvolvimento educacional dos participantes.

O professor Ronnie foi homenageado na categoria Educação. Para ele, o reconhecimento do trabalho e da ação desenvolvida em quatro unidades educacionais da Semed foi o que lhe deixou mais feliz e disposto a enfrentar novos desafios para o próximo ano.

“Acho que este é maior pagamento do professor. O reconhecimento de seu trabalho. Isso nos renova, nos instiga a começar as atividades de 2016 com um novo olhar, pensando na ampliação do número de escolas e alunos atendidos”.

Segundo Ronnie, a filosofia do projeto é aliar a prática esportiva com a pedagógica. “Arte marcial pode ser dividida como esporte de combate e a arte marcial propriamente dita. Na Semed, focamos no lado educacional, no lado filosófico, ou seja, como entrar e sair do tatame, o respeito, a disciplina, a lealdade e a amizade, dentre outros conceitos”, explicou.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505