23/11/2015 16h51 - Atualizado em 23/11/2015 16h51

Corecon-AM orienta sobre melhor forma de aplicar o 13º salário

Evitar adquirir itens por impulso das festas de fim de ano é uma das recomendações.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Trocar o impulso consumista natural de fim de ano pelo investimento na Renda Fixa é uma excelente opção para aplicar melhor o dinheiro que eventualmente poderá sobrar do 13º. Salário e garantir retorno financeiro a curto ou longo prazo, afirma dirigentes do Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM).

Marcus Evangelista, presidente do Conselho, destaca que adquirir itens por impulso faz parte dos hábitos do brasileiro nas festas de Natal e Reveillon, porém, com educação financeira o desejo de consumir pode ser redirecionado para fins mais vantajosos, como a compra de Nota do Tesouro Nacional (NTN-B), Certificado de Depósito Bancário (CDB) ou Letra de Crédito Imobiliário (LCI).

“A vantagem é que você sacia a vontade de consumo, mas com a consciência tranquila de que esse ‘gasto’ vai retornar em forma de lucro. Existem investimentos que podem ser feitos a partir de R$ 30, valor até duas, três vezes inferior ao que costumamos gastar em uma ida ao shopping em um fim de semana”, argumentou Evangelista.

O economista ressalta que uma pesquisa feita este ano pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e o Portal de Educação Financeira “Meu Bolso Feliz” apontou que mais da metade dos brasileiros (53%) adquirem produtos por impulso, motivados principalmente pelas promoções, preços atrativos e facilidade no pagamento.

Onde investir

Dentre as alternativas de investimento apontadas pelo vice-presidente do Corecon-AM, Nelson Azevedo, estão títulos do Tesouro Direto têm apresentado ótimos rendimentos: de 7% ou mais sobre a inflação, com risco praticamente zero. Já o CDB funciona como um empréstimo para o banco, o rendimento varia conforme foi acordado no contrato e, quanto mais se investe, maior tende a ser a porcentagem de rendimento. Aplicar na LCI tem a vantagem de estar isento do Imposto de Renda (IR), o que garante uma rentabilidade líquida maior, principalmente no longo prazo.

“A poupança não tem apresentado vantagens ao cliente durante essa crise, fato é que os saques têm superado os depósitos. Por outro lado, o Tesouro Direto atingiu a arrecadação recorde de R$ 20 bilhões ultimamente. Isso mostra que investir é um caminho melhor do que apenas poupar. O problema é que muitas pessoas acham que ‘isso é coisa pra rico’ e não é”, ponderou Azevedo.

Já Marcus Evangelsita destacou que o primeiro passo para quem quer fazer o dinheiro render é ter um objetivo. “É preciso pensar no que se quer fazer com esse dinheiro e em quanto tempo? Pode ser planos como comprar uma casa ou um carro. Metas em longo prazo têm mais chances de sucesso”, exemplifica.

Ele disse ainda que outro passo é buscar o conhecimento. “Busque ler e se interessar sobre o assunto. Muitos sites hoje dão o bê-á-bá do investimento, existem, inclusive, aqueles que fazem simulações de quanto o seu dinheiro rende na poupança e quanto renderia em outros investimentos. Assim você garante um futuro mais confortável financeiramente, sejam em 6 meses, 5 ou 10 anos”, concluiu o presidente do Corecon-AM.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505