06/11/2015 13h21 - Atualizado em 6/11/2015 13h21

Culinária italiana é simples, mas rica e agradável

Foto: Acervo Pessoal
Foto: Acervo Pessoal

Essa culinária simples, mas rica e agradável, feita com ingredientes naturais, tem como um de seus principais ingredientes a massa, muito presente também em nosso cardápio, sem contar a pizza, que caiu no gosto do brasileiro.

A gastronomia é um dos ícones da cultura italiana, sempre muito ligada à família e ao prazer de reuni-la. A cozinha é um espaço sagrado de quem a comanda introduzindo um toque pessoal às receitas, o Amor. Talvez por isso, não há nada melhor para o italiano do que a comida das Mammas ou das Nonnas.

A deliciosa gastronomia italiana é uma grande motivação para outro marcante aspecto da cultura italiana, o “stare a tavola” – reunir-se à mesa na hora das refeições, transformá-las em verdadeiras festas de congraçamento, num palco de discussões e de alegria.

Pizza

A mais famosa, e uma das primeiras a ser inventada, é a Pizza Margherita, preparada estritamente com tomate, mussarela, manjericão e azeite de oliva. A pizza consumida na Itália é um pouco diferente da redonda que comemos por aqui, a começar pela massa, já que o trigo europeu é mais rico e forte. Lá é feita uma fermentação longa, que dura de 24 a 48 horas, que torna a massa mais leve, pois quando chega ao corpo já fermentou. No país europeu, a pizza é consumida como entrada e não como prato principal.

Massas

A massa não é de origem italiana, mas foi difundida pelos napolitanos, que criaram outra forma de preparo do produto. Há duas versões para a massa. Uma diz que ela veio da China, a outra dos árabes, que as usavam para as grandes viagens, como uma espécie de folha dura e seca, semelhante à de lasanha.
O Brasil ocupa terceiro lugar no mundo na produção de macarrão. O País que mais consome é a Itália – 26 kg por habitante ao ano, seguida dos Estados Unidos e Brasil, com 6kg por habitante ao ano. Aqui, fazemos mais de 30 tipos de massas, na Itália são 600. Na verdade, a massa é a mesma, mudam os formatos. Alguns exemplos são a penne, farfalhe, conchiglia, fusili, espaghetti e cabelo de anjo. “A massa se popularizou por ter um sabor agradável que não interfere no sabor do prato. A massa feita do bronze é mais porosa que no aço. A porosa absorve mais o molho, a lisa proporciona uma aparência mais bonita, mas o molho não adere.

Espaguete ao molho branco com camarão

Foto: Acervo pessoal

Foto: Acervo pessoal

Ingredientes

• 300g de espaguete

• 300g de camarão

• Sal e pimenta

• 1 colher (sopa) de azeite

• 2 dentes de alho

• 1/2 cebola

• ½ maço de cebolinha

• 100ml de vinho branco

• 200ml de Molho Bechamel

Modo de preparo

1. Leve o espaguete a cozinhar em água temperada de sal.

2. Entretanto leve uma frigideira ao fogo com o azeite e doure a cebola previamente picada e os dentes de alho esmagados.

3. Junte depois os camarões e tempere com sal e pimenta.

4. Quando os camarões estiverem rosados, junte o vinho branco e o molho bechamel e deixe ferver até reduzir o molho, cerca de 5 minutos.

5. Assim que a massa estiver “al dente” escorra e passe-a por água fria para parar a cozinhar.

6. Volte a colocar a massa na panela onde cozinhou e junte o molho de camarão e a cebolinha.

7. Envolva bem para misturar e, se necessário, pode voltar a aquecer a massa em fogo baixo antes de servir.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505