19/11/2015 10h15 - Atualizado em 4/12/2015 15h22

Deputada denuncia abandono dos Centros de Convivência da Família pelo Governo

A parlamentar disse que falta de segurança é um dos problemas.
Foto: ALE-AM
Foto: ALE-AM

Sem esporte, sem lazer, sem profissionais multidisciplinares, sem segurança para a população, entregues aos vândalos e usuários de drogas. Essa é a realidade dos Centros de Convivência da Família, segundo denúncia da deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB).

Durante a sessão da última quarta-feira, 18 de novembro, a vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa do Amazonas comentou na tribuna uma reportagem do jornal A Crítica que mostrava a situação melancólica em que se encontra o CCF Padre Pedro Vignola, na Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

“Infelizmente esse patrimônio está se perdendo porque o Governo do Estado não demonstra vontade política de resolver o problema. Hoje os CCFs não atendem 20% da capacidade”, afirmou a deputada.

Demissão e caos nos Centros
Os CCFs eram locais de excelência no atendimento a crianças, jovens e idosos nas unidades da Cidade Nova, Santo Antônio, Japiim, Raiz, Mutirão e Aparecida. O carro-chefe desses locais eram os serviços oferecidos pela Sejel, mas a secretaria demitiu todos os profissionais da área de Educação Física, Fisioterapia, Enfermagem e Administração. Um novo processo seletivo foi prometido pelo Governo, mas o compromisso não foi honrado até o momento.

Outro agravante foi o fim do contrato firmado pelo Governo com uma empresa de segurança que fazia a vigilância nos centros. Segundo denúncias de moradores ao jornal, o CCF da Cidade Nova está entregue aos vândalos e usuários de drogas. Problema que se repete nas demais unidades.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505