26/11/2015 12h16 - Atualizado em 26/11/2015 12h16

Deputada pede informações à Prefeitura sobre custo do sistema de biometria facial

Ela quer saber se procede a informação de que o custo foi de R$ 50 milhões.
Foto: Jimmy Christian
Foto: Jimmy Christian

Durante a sessão plenária desta quinta-feira, 26 de novembro, a deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB) comunicou que enviou ofício à Prefeitura de Manaus solicitando informações sobre o sistema de biometria facial implantado esta semana no transporte coletivo da capital amazonense.

Como representante do povo, Alessandra quer saber se procede a informação que o custo de implantação do novo sistema seria mesmo no valor de R$ 50 milhões. Interessa também a parlamentar saber quem pagou ou vai pagar essa conta.

“Quero saber quem pagou por isso. Quero saber se é a população de Manaus que vai pagar por esses R$ 50 milhões. Gostaria de saber se as empresas fizeram investimento e isso vai ser repassado à tarifa ou já está repassado à tarifa ou se a Prefeitura de Manaus colocou dinheiro público nisso, o que seria totalmente ilegal e podendo ensejar até numa ação de improbidade”, afirmou a vice-líder a oposição na Casa.

Sobre o novo sistema
Segundo a Superintendência Municipal de Transporte Urbano (SMTU), a fiscalização por biometria facial acontece no momento em que o passageiro passa a carteirinha no leitor do ônibus. A medida é adotada por causa da necessidade de disciplinar e fiscalizar o uso diário do cartão Passa Fácil, que avaliação da Prefeitura de Manaus é muito suscetível a fraudes.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505