17/11/2015 13h49 - Atualizado em 17/11/2015 13h49

Futebol amazonense estará em debate na Aleam nesta quarta-feira (18)

Falta de ambulância nos jogos e cobranças indevidas para o uso de estádios estão na pauta.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Falta de ambulância nos jogos, cobranças indevidas para o uso de estádios públicos, calendário, apoio governamental, suporte aos torneios femininos, Vale Futebol, segurança. Esses e outros temas serão debatidos na audiência pública “A Situação do Futebol Amazonense”, nesta quarta-feira, 18 de novembro, a partir das 10h, no auditório Cônego Azevedo, no térreo da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O encontro é uma propositura da deputada Alessandra Campêlo (PCdoB) e do deputado Augusto Ferraz (DEM) por meio da Comissão de Esporte e Lazer. A organização espera reunir dirigentes, atletas, torcedores, parlamentares, FAF, órgãos fiscalizadores e representantes do Poder Público. O objetivo da audiência pública é apontar caminhos que possam melhorar o desenvolvimento do futebol amazonense masculino e feminino em todas as categorias, resgatando o torcedor aos estádios.

“O que motivou essa audiência pública da Assembleia foi o episódio em que uma jogadora do time feminino do Holanda passou mal num jogo da semifinal do Amazonense deste ano e não havia ambulância na Colina para fazer o atendimento”, enfatiza Alessandra.
A deputada acredita que é preciso debater esse tipo de situação que atenta contra a vida dos jogadores e jogadoras e, ao mesmo tempo, é necessário ouvir propostas que ajudem a Casa a legislar a favor do crescimento do nosso futebol.

Em seu mandato, Alessandra apresentou a proposta do Vale Futebol, para incentivar os clubes financeiramente com um percentual do aumento da arrecadação do Estado e levar torcedores aos jogos por meio de promoções. O projeto foi encaminhado ao Governo, que implantou um programa de notas fiscais, mas esqueceu o futebol.

Outro projeto de lei de Alessandra é o que estabelece a igualdade de gênero na concessão do apoio governamental ao futebol profissional. Significa que, se aprovado, o projeto vai obrigar o Governo a ajudar também o futebol feminino, da mesma maneira que já faz o repasse anual aos clubes do masculino.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505