18/11/2015 14h03 - Atualizado em 4/12/2015 15h48

Implantado em escola estadual, centro de lutas revela campeões em competição nacional

O projeto foi implantado em março deste ano.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Implantado em março deste ano e voltado para o aprendizado-monitorado de judô, luta olímpica e demais modalidades do segmento, o centro de lutas da escola estadual Áurea Pinheiro Braga (CMPM IV), está rendendo seus primeiros frutos. Utilizado por estudantes com a monitoria de profissionais, as formações esportivas realizadas na escola foram determinantes para a recém conquista, por parte dos estudantes, de quatro medalhas de ouro nos Jogos da Juventude, que estão sendo realizados em Londrina, Paraná.

Na competição nacional, que é considerada o maior evento esportivo estudantil do país, conquistaram medalhas de ouro os estudantes da escola estadual Áurea Pinheiro Braga (CMPM IV): Bruna Souza, ouro na modalidade luta olímpica (categoria individual) e ouro em luta olímpica (categoria equipe); Ed Flávio, ouro em salto triplo e Karolanie Nunes, ouro em luta olímpica (categoria equipe).

Inaugurado em março de 2015 com o objetivo de incentivar a prática do esporte e afastar as crianças e adolescentes da ociosidade e suas consequências, o centro de lutas traz como requisito para participação, o registro de boas médias dos alunos interessados em treinar.

Segundo o gestor da escola, Tenente Coronel Osimar Guedes, o espaço foi projetado para afastar crianças e adolescentes das mazelas sociais através da luta olímpica e das artes marciais. “Além deste objetivo maior, que é a formação e o desenvolvimento pessoal, o centro de lutas também trabalha para formar campeões, favorecendo a participação dos estudantes em competições realizadas, inclusive, em caráter nacional. Nos Jogos da Juventude, em Londrina, esse objetivo de formar campeões foi alcançado, com a conquista de medalhas”, disse o Tenente.

Destaques nacional – Medalhista de ouro em luta olímpica (categoria equipe), a estudante do 3° ano do ensino médio, Karolaine Nunes, 17, mencionou que o centro de lutas foi fundamental para a obtenção da conquista. “Lá, aprendi a conciliar estudos e esporte; tive a oportunidade de adquirir experiência e a lidar com a disciplina. O projeto escolar também me propiciou a participação em uma competição nacional de alto nível, onde conheci o perfil técnico de atletas de outras regiões do país e avaliar o nosso desempenho”, revelou.

Bruna Souza, 16, estudante do 2º ano do ensino médio, destacou-se na competição ao conquistar duas medalhas de ouro. Ela revela que sua vida mudou a partir do momento em que começou a fazer parte do centro de lutas. “Tenho aprendido muito com as novas experiências que me foram proporcionadas. “O centro de lutas mudou pra melhor o meu dia-a-dia e o de outros jovens e crianças. O esporte mudou minha vida e creio que só é o começo de tudo que ainda vem pela frente”, afirmou a aluna.

Professor Waldeci Silva, 33, formado em Educação Física e técnico de luta olímpica no centro de lutas destacou a integração entre esporte e educação para a formação das pessoas. “Desta forma podemos contribuir com a formação de excelentes cidadãos. Acredito que por meio do esporte, os jovens adquirem novos hábitos e passam a valorizar mais os estudos e seu futuro”, disse o professor.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505