11/11/2015 17h04 - Atualizado em 11/11/2015 17h04

Marcas investem na ‘moda plus size’ em Manaus

As grifes têm se especializado na confecção de peças maiores inspiradas nas tendências mundiais.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Há alguns anos, encontrar roupas para pessoas acima do peso era uma tarefa complicada. Quando achados, os looks tinham uma “cara” de roupa velha, geralmente de malha, tons escuros, sem muitas opções. Atualmente o cenário é outro. Muitas pessoas resolveram assumir o “excesso de gostosura” e o mercado se atentou a este perfil de consumidor cada vez mais exigente e antenado.

As marcas têm se especializado na confecção de peças maiores inspiradas nas tendências mundiais. Só no Sumaúma Park Shopping, na Cidade Nova, quatro lojas ampliaram o leque de ofertas e passaram a vender, também, roupas plus size.

No hall das marcas que investiram neste segmento estão a Inova, Adore, Tropy e a Asya Fashion. De acordo com alguns lojistas, a venda de modelos plus size muitas vezes é maior que as de tamanho regular. Com um pouco mais de cinco meses em operação no Sumaúma, a Adore é uma das marcas que percebeu a boa aceitação do produto segmentado. “As roupas de tamanho diferenciado têm uma procura muito grande na loja. As pessoas querem se vestir bem, se sentir confortável e segura no modelo que escolheram vestir. Quando o consumidor encontra aquela roupa que estava procurando, a venda é certa”, disse Marizete, gerente da Adore.

De acordo com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o percentual da população brasileira acima do peso cresce cada vez mais. Em 2012 chegou a 51%, enquanto em 2006 girava em torno de 43%. Com isso, a chamada “moda Plus Size”, que atende o público gordinho, faz sucesso no país.

Só no ano de 2013, este mercado específico movimentou mais de R$ 4 bilhões no país, segundo dados da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest). Diante do aumento do número de brasileiros acima do peso, as marcas atentaram para a necessidade de realizar reformulações para atender melhor o consumidor que faz parte desse novo segmento da moda.

Quebrando os estereótipos de que o mundo pertence àqueles que vestem manequim abaixo do 40, esse novo conceito responde a demandas da sociedade que luta pela inclusão social, ao mesmo tempo em que cria todo um nicho especial de mercado.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505