03/11/2015 10h15 - Atualizado em 3/11/2015 10h15

Padrão de vida dos brasileiros deve ficar congelado até 2020

A previsão é de um pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia – FGV.
Foto: VEJA
Foto: VEJA

O padrão de vida dos brasileiros pode ficar congelado até 2020. É o que prevê o pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre-FGV) Armando Castelar em reportagem do jornal Valor Econômico publicada nesta terça-feira. Para fazer o cálculo, ele estimou uma queda de 3% no Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, de 2,1% em 2016 e um crescimento em torno de 1% entre 2017 e 2020. Deste modo, o economista prevê que a renda per capita ficará estagnada até o fim da década. “É uma década perdida em termos de padrão de vida”, avaliou o economista.

Após recuar 0,7% em 2014, o per capita brasileiro deve cair para 3,5% em 2015, segundo Castelar. Além da recessão econômica, a forte desvalorização do real ante o dólar e o crescimento médio da população também devem contribuir para a queda no indicador.

Dados do Banco Mundial já mostram que o Brasil está muito atrás de outros países em relação ao indicador. Em 2014, o per capita brasileiro era de 11.612 dólares, praticamente metade do per capita grego, de 21.612 dólares. O PIB per capita americano, de 54.629 dólares, por exemplo, é quase cinco vezes maior do que o brasileiro.

Segundo o sócio diretor da ACLacerda Consultores e professor da PUC-RS, Antônio Correa de Lacerda, o produto per capita deste ano deve cair para 8.490 dólares, o que representa um retorno para o nível próximo de 2009. Para 2018, ele prevê a cifra em torno de 7.900 dólares.
Publicidade

Para o professor de economia da Universidade de Brasília (UnB) Jorge Arbache, o per capita em trajetória de queda acaba afastando investimentos externos e a vinda de multinacionais para o país. “Não importa estar menos mal em relação à Venezuela, mas sim em relação à Índia e à Venezuela. Em comparação com o grupo que importa, estamos perdendo espaço”, afirmou.

O PIB per capita é um dos indicadores utilizados para medir internacionalmente o padrão de renda de cada país, uma vez que é usado no cálculo do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), junto com a escolaridade e a expectativa de vida.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505