27/11/2015 10h07 - Atualizado em 27/11/2015 10h07

Platiny diz que Dilma está descompensada mentalmente

A presidente Dilma vetou a anistia aos PMs do Amazonas.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Vamos a Brasília nas próximas semanas intensificar a nossa luta pela derrubada do veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto de anistia dos deputados”, garantiu o vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), deputado Platiny Soares (PV), em entrevista à TV ALEAM, após tomar conhecimento da publicação do veto presidencial ao PL 17/2015, que garantia anistia aos policiais e bombeiros militares do Amazonas que realizaram movimentos por melhores condições de trabalho em Abril de 2014.

Idealizador do projeto de lei que incluía os praças do Amazonas na lei de anistia, o deputado Platiny Soares afirma que todo o tramite legal foi seguido na Câmara dos Deputados e não haveria razão para que o projeto fosse vetado pela presidente.

“Esse projeto foi muito bem analisado dentro do Congresso Nacional e a própria presidente, enquanto Ministra da Casa Civil, teve anuência com a (lei de) anistia anterior. Hoje, com um argumento descabido, de desequilíbrio nas forças militares, ela demonstra que na verdade o desequilíbrio é dela. A Presidente da República hoje se demonstra completamente descompensada pelo cenário que vive (…) e comete um grave erro de conduzir as tropas militares contra ela”, afirmou Platiny Soares.

Números parciais apontam que pelo menos 500 policiais das forças especiais da Polícia Militar do Amazonas, como a Ronda Ostensiva Cândido Mariado (Rocam), estão respondendo a processos administrativos pedindo a expulsão da PM, por conta das mobilizações de Abril de 2014. Segundo Platiny Soares, esse número, pode chegar a mais de 2 mil policiais militares em todo o Amazonas, sob risco de perder o emprego.

“A anistia botaria fim aos processos que quer tirar empregos de pais de família, por terem apenas se manifestado por melhorias em suas condições de trabalho. Então ela demonstra um desequilíbrio total. A presidente da república se demonstra descompensada mentalmente por ter negado esse perdão aos policiais militares”, disse o deputado.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505