24/11/2015 10h16 - Atualizado em 24/11/2015 17h20

Semana da Conciliação inicia com 11 mil audiências marcadas no Amazonas

A semana se estenderá até o dia 27 deste mês.
Foto: Rede Tiradentes
Foto: Rede Tiradentes

Com o tema “O caminho mais curto para resolver seus problemas” e 11 mil audiências marcadas, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), por meio da Corregedoria Geral de Justiça do Amazonas (CGJ-AM), iniciou na manhã de ontem (23), a Semana Nacional da Conciliação (SNC) 2015. O evento, que teve abertura simultânea em todos os fóruns da capital e do interior, seguirá até esta sexta-feira, dia 27 de novembro.

O corregedor-geral de Justiça do Estado, desembargador Flávio Humberto Pascarelli Lopes, iniciou os trabalhos no Fórum Henoch Reis (Aleixo), acompanhado do vice-presidente do TJAM, desembargador Aristóteles Thury e do diretor do fórum, desembargador Sabino Marques.

Para o desembargador-corregedor e coordenador da SNC 2015, desembargador Flávio Pascarelli, “este é um momento de sensibilização de todos para que possamos conciliar”. “O Brasil tem a cultura do litigo, e a Semana da Conciliação surge para que possamos colocar em prática a cultura da paz. No Amazonas, já praticávamos a conciliação antes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) tê-la assumido”, explica.

Ele revela que para este ano estão marcadas 11 mil audiências, 2 mil audiência a mais que o ano passado. “Em 2014, marcamos 9 mil audiências e conseguimos conciliar mais de 75%. Este ano esperamos ter o mesmo sucesso”, disse. Além disso, lembrou que a ação iniciou na semana anterior com a reunião de grandes litigantes, com uma pauta de que continha mais de 1 mil audiências, sendo que 80% delas foram realizadas. “Esperamos que esse sucesso se repita ao longo desta semana”.

O vice-presidente e presidente em exercício do TJAM, desembargador Aristóteles Thury, também salientou que a justiça do Amazonas já estão obtendo sucesso durante suas semanas de conciliação. “E isso nada mais é do que uma solução de conflito. Melhor conciliar do que ter uma causa na justiça de forma eternizada. As partes terão ganhos com a conciliação. Pelo resultado e sucesso dos anos anteriores, vamos repetir essa meta. Desejo sucesso aos nobres magistrados, promotores e advogados”, comenta.

Diretor do Fórum Henoch Reis, o desembargador Sabino Marques, deu as boas-vindas ao público em geral e pediu para que prevaleça o espírito de conciliar. Segundo ele, deve-se parar e praticar este gesto. “Espero não estar sendo repetitivo ao desejar sucesso nesta jornada e que a paz reine em todos nós”.

A presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo, esteve ausente da solenidade devido a eleição do novo presidente do Conselho de Tribunais de Justiça do Brasil, que está sendo realizada em Brasília.

Fóruns
No Fórum Desembargador Mário Verçosa, a abertura foi coordenada pelo desembargador Cláudio César Ramalheira Roessing e pelo diretor do fórum, juiz de direito Antônio Carlos Marinho. Já no Fórum Desembargador Azarias Menescal de Vasconcellos, a abertura foi feita pelo diretor, juiz de direito Alexandre Henrique Novaes de Araújo e no Fórum Desembargador Lúcio Fontes de Rezende, pelo diretor da unidade, juiz de direito Jaime Loureiro.

O juiz corregedor-auxiliar e coordenador das comarcas do Amazonas para a SNC 2015, Flávio Henrique Albuquerque, realizou a abertura no fórum de Manacapuru, representando simbolicamente a abertura em todas as comarcas do Amazonas.

A SNC é uma ação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com as corregedorias de todo o país, e tem como finalidade solucionar conflitos judiciais por meio de acordos, dando mais agilidade aos processos, evitando assim, o acúmulo no sistema judiciário.

Fonte: TJAM

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505