09/11/2015 10h25 - Atualizado em 9/11/2015 10h25

Sétima ação empreendedora orienta sobre formalização e linha de crédito

A ação aconteceu no bairro Santa Etelvina por meio de comissão da ALE-AM.
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Cerca de 40 moradores do Conjunto Viver Melhor (1ª Etapa), bairro Santa Etelvina, zona Norte da capital, receberam no último sábado (7), uma série de orientações para formalizar e abrir pequenos negócios. A iniciativa foi da Frente Parlamentar Estadual de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e aos Empreendedores Individuais do Amazonas (Frempeei), da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que tem como presidente o deputado Adjuto Afonso (PP), que realizou a 7ª. edição da Ação Empreendedora na capital.

A ação, direcionada a empreendedores individuais, além de pequenos e microempreendedores, vem levando informações sobre empreendedorismo como alternativa de renda para driblar a atual crise econômica. “É um segmento importante e estratégico que vem sobressaindo a crise. Estamos levando a ação para os bairros no sentido de facilitar a formalização das pessoas que atuam em diversos segmentos, mas que ainda estão na informalidade, para que tenham oportunidade de crescimento e usufruam dos benefícios. Acredito que como representantes públicos temos a obrigação de viabilizar ações desse tipo e incentivar a participação”, ressaltou o deputado Adjuto Afonso.

A 7ª. edição da Ação Empreendedora esclareceu aos participantes todas as diretrizes para aquisição de linha de crédito, cobertura da compra de equipamentos para montar o negócio, documentação necessária e a data para iniciar o processo. “Este ano os pedidos encerraram. As novas solicitações de crédito só poderão ser feitas a partir de 15 de fevereiro de 2016”, explicou Caroline Soares, analista de fomento da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), que orientou sobre financiamentos.

As orientações sobre a importância da formalização foram ministradas pelos técnicos da Frempeei, que fazem um cadastro dos participantes orientando por segmento de atuação. Em seguida, o contador Paulo Euzébio, consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amazonas (Sebrae-AM), deu todas as dicas de como se tornar um empreendedor individual.

E, para estimular ainda mais os participantes, o Sebrae também falou sobre o Movimento Compre do Pequeno Negócio, lançando pelo órgão no segundo semestre deste ano, que incentiva a população a comprar de pequenas empresas. “Com isso podemos incentivar a geração de emprego e renda, melhorar a qualidade de vida, fortalecer a economia do país, dentre outros fatores”, explicou o técnico do Sebrae, Márcio Fonseca.

Para quem não participou de nenhuma ação e deseja formalizar sua atividade, basta se dirigir a sala da Frempeei, na sede da Aleam, munido de RG, CPF, Título de Eleitor, comprovante de residência e IPTU. O prédio está localizado na Av. Mario Ypiranga, número 3950, bairro Parque Dez.

A formalização garante direito à aposentadoria, auxílio-doença e licença-maternidade, além de acesso facilitado ao crédito, oportunizando o crescimento do negócio do empreendedor. Podem se formalizar encanadores, eletricistas, costureiras, manicures, pedreiros, doceiras, pipoqueiros, cabeleireiros, marceneiros, mecânicos, artesãos, veterinários, feirantes ou vendedores ambulantes.

A ação aconteceu na Escola Estadual Eliana Socorro Pacheco Braga.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505