24/12/2015 10h05 - Atualizado em 27/12/2015 11h15

Alunos da Escola Municipal Síria Mamed recebem brinquedos dos Correios

O evento está em sua 26ª edição, e contemplou quatro escolas do município.
Foto: Cleomir Santos
Foto: Cleomir Santos

A emoção tomou conta dos 110 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Síria Mamed Amed Chagas, localizada no bairro Santa Etelvina, zona Norte da cidade, ao receberem seus presentes da campanha “Papai Noel dos Correios”. A solenidade aconteceu na manhã da quarta-feira (23), e contou com a presença de professores, pais, responsáveis e representantes da empresa.

Para participar da campanha, a comunidade escolar elaborou uma cartinha contando uma história ou produziu um desenho com seu pedido de ganhar o presente dos sonhos. O material foi entregue a direção pedagógica da escola que, posteriormente, encaminhou à coordenação da campanha.

“Nós agradecemos essa parceria com os Correios de estimular as crianças, para que esse sonho não despareça e não fique só no imaginário. Nós vamos contemplar alguns desses sonhos aqui na escola. É importante essa parceria com a Semed por terem escolhidos nossa escola, que fica no Santa Etelvina, uma comunidade que precisa, realmente, desses olhares diferenciados para que possam dar essa chance a essas crianças”, afirmou o gestor da unidade de ensino, Francinaldo Oliveira.

O coordenador da campanha dos Correios, Carlos Augusto Gonçalves de Oliveira, disse que o evento está em sua 26ª edição, e contemplou quatro escolas do município. Para ele, o mais importante é ver a felicidade nos rostos das crianças, algo que não tem valor.

“A alegria é deles (alunos), mas a felicidade é nossa. O projeto tem uma projeção muito grande, porque incentiva os alunos a escreverem ao Papai Noel, onde um dos objetivos é incentivar a leitura e escrita. A escola Síria Mamed fez esse trabalho muito bem feito. As crianças escreveram e muitas foram contempladas. E você olha nos rostos das crianças e todas ficaram felizes por terem recebido seus presentes”, disse.

A aluna do 4º ano do turno matutino Larissa Cristina Rodrigues Araújo, 10, escreveu sua cartinha, mas seu pedido foi de uma boneca para a irmã, Laís Cristina Rodrigues Araújo, que é deficiente.

“Acho muito boa essa oportunidade de receber esse presente, porque ela (minha irmã) não pode escrever. Tenho certeza que ela vai ficar muito feliz, porque gosta muito de boneca”, comemorou.

Já o pai da estudante, o mestre de obra Edvaldo Silva Araújo, 40, só era felicidade. “Fiquei muito feliz por minha filha ter tido essa ideia, porque deixou a irmã feliz pelo presente. A gente ter uma criança especial em casa é difícil, mas tenho certeza que sua alegria será imensa. Todo presente que ela recebe, fica alegre, principalmente, quando é uma boneca. Foi uma atitude de muito amor para a outra irmã”, disse.

Sobre a campanha
A campanha “Papai Noel dos Correios” prioriza o atendimento de cartas que indiquem condição socioeconômica familiar condizente com a campanha. O programa tem o objetivo de responder às crianças que escrevem ao Papai Noel por meio do envio da carta-resposta e atender, dentro do que for possível, aos pedidos de presentes de Natal das crianças em situação de vulnerabilidade social.

A campanha contempla, cartas de crianças da cidade, de forma geral, e especificamente estudantes das escolas da rede pública de ensino (até o 5º ano do Ensino Fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505