08/12/2015 11h08 - Atualizado em 8/12/2015 11h08

Chapa alternativa do impeachment já tem 35 indicados

Eleição da comissão especial foi adiada para as 14h desta terça, 8.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Líderes de partidos de oposição já contabilizam 35 nomes na chapa alternativa a ser apresentada na comissão especial que analisará o pedido de impeachment contra a presidente da República, Dilma Rousseff. Depois de uma manobra dos oposicionistas, que se rebelaram contra a possibilidade de serem escolhidos, dentro do PMDB, apenas integrantes alinhados ao Palácio do Planalto, a indicação e escolha da chapa com os 65 deputados que vão integrar a comissão especial foram adiadas da noite desta segunda-feira para as 14 horas de hoje. O adiamento ocorreu no mesmo dia em que a presidente Dilma anunciou querer que o Congresso vote o impeachment “o mais rápido possível”.

O primeiro racha na composição da comissão especial que analisará o impeachment foi na bancada do PMDB. O líder Leonardo Picciani (RJ), defensor declarado de Dilma, sinalizou que não reservaria vagas para deputados pró-impeachment, deixando de lado peemedebistas que defendem a deposição da petista. Irritados, eles articularam agora a derrubada de Picciani da liderança do partido.

“Essa chapa surgiu pela falta de debate, pela maneira com que os líderes conduziram, querendo impor nomes cujo critério não era competência, e sim ser alinhado com o Planalto. O parlamento não podia permitir isso”, disse o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). “Você está fazendo uma comissão para apuração e avaliação se a presidente cometeu crime de responsabilidade ou não e ela é quem vai indicar os membros?”, questionou.

A indicação dos nomes e a escolha dos integrantes da comissão deverão ocorrer às 14 horas desta terça-feira, o que pode esvaziar também a sessão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar programada para o mesmo horário para votar o relatório preliminar do processo contra Eduardo Cunha no mesmo horário. Uma outra reunião do Conselho de Ética para analisar o caso Cunha deve ser agendada para a manhã desta quarta-feira.

Fonte: Veja.com

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505