31/12/2015 12h41 - Atualizado em 9/04/2016 12h10

Impostos pagos este ano somaram R$ 2 trilhões

Mesmo em meio a crise, impostômetro registrou record de arrecadação de impostos
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Até às 11 horas desta quarta-feira, 30 de dezembro, os brasileiros pagaram R$ 2 trilhões de tributos ao poder público. Em meio a crises sociais e políticas, o Impostômetro registrou valor recorde de arrecadação de impostos, taxas e contribuições. O mecanismo foi criado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) para medir a carga tributária no Brasil – quanto o cidadão paga de imposto durante o ano.

Segundo a associação, o Brasil arrecadou R$ 1,95 trilhão durante todo o ano passado. No entanto, o montante foi superado e deve aumentar ainda uma pouco nesse último dia do ano. O que daria para fornecer mais de 14 bilhões de bolsas famílias, adquirir mais de 1,66 bilhões de notebooks, contratar mais de 149,9 milhões de professores do ensino fundamental por ano, construir mais de 21,7 milhões de quilômetros de redes de esgoto ou construir mais de 57,1 milhões de casas populares de 40 metros quadrados.

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos fez a seguinte ilustração: em toda a Via Láctea existem cerca de 300 bilhões de estrelas, imagina o que significa 2 trilhões de reais. Ainda segundo a ACSP, os tributos federais representam 65,95% dos R$ 2 trilhões arrecadados este ano, enquanto os estaduais equivalem a 28,47% e os municipais, a 5,58%.

Uma alteração na metodologia aplicada no Impostômetro foi feita este ano, em função de mudança na medição do Produto Interno Bruto (PIB) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE). Ela permitiu que fossem considerados os novos dados de arrecadação de Imposto de Renda (IR) retido dos funcionários públicos estaduais e municipais e novas taxas e contribuições federais. Também foram incluídas arrecadações de Municípios que não estavam sendo informadas à Secretaria do Tesouro Nacional.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505